icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2014
15:44

Após mais um caso de doping em exame surpresa - agora com Ali Bagautinov, que foi flagrado sob o uso de EPO (substância usada para aumento de resistência) antes do UFC 174, dia 16 de junho, no Canadá - o Ultimate divulgou um comunicado oficial. A organização comentou o caso ocorrido com o russo que disputou o cinturão dos moscas e acabou derrotado pelo atual campeão Demetrious Johnson.

Segundo o comunicado, a organização condena todo e qualquer tipo de conduta ilegal e reafirmou que o peso-mosca deverá passar por novo exame antidoping após cumprir a suspensão de um ano e poder ser liberado a voltar ao evento.

- O competidor do UFC 174 Ali Bagautinov está sendo suspenso pela Comissão Atlética da Colúmbia Britânica por testar positivo para EPO. Ele também foi informado que seu teste positivo violou a Política de Conduta e Acordo Promocional com a Zuffa,LLC de um lutador do UFC. O Ultimate tem uma rígida e consistente política contra o uso de qualquer substância ilegal. Bagautinov irá cumprir uma suspensão de um ano e deve passar por novo exame antidoping na conclusão da suspensão e antes de ser liberado a voltar a lutar - declarou o comunicado.

Ali Bagautinov estreou no UFC em setembro de 2013. Com três vitórias consecutivas, o russo ganhou o direito de disputar o cinturão da categoria, o que aconteceu no UFC 174, dia 16 de junho. Depois de cinco round's de muita ação, Demetrious Johnson venceu Ali na decisão unânime dos juízes e manteve o cinturão.