icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/12/2013
18:54

Ufa! Foi com um empate em 0 a 0, mas o Internacional cumpriu sua parte, pontuou contra o time C da Ponte Preta e escapou do rebaixamento. Não precisava ser tão sofrido, com ausência de gols e perigos por parte da Macaca, que dá prioridade para a Copa Sul-Americana e atuou apenas com jogadores que não vinham sendo utilizados - até o técnico não era o titular, já que Ailton comandou a equipe. Os colorados vaiaram seu time mesmo após o alívio no Estádio Centenário.

Com o empate, o Inter chegou aos 48 pontos e permaneceu na 15ª colocação. A Ponte Preta fechou sua campanha no Brasileiro em antepenúltimo, com 37 pontos. Na quarta-feira, decide com o Lanús, na Argentina, o título da Copa Sul-Americana. Se ficar com o título, o G4 da competição nacional vira G3.

INTER CRIA, MAS NÃO FAZ

Era necessário apenas um empate para que o Internacional se mantivesse na primeira divisão. O discurso, porém, era de buscar a vitória desde o início da partida. Os primeiros minutos de jogo tiveram os colorados presentes na área da Ponte Preta, que escalou um time totalmente desconfigurado, com apenas seis reservas, por conta da decisão da Copa Sul-Americana, na quarta-feira. Josimar finalizou sobre o gol de Daniel logo aos 2 minutos. Aos 6, o goleiro voou para fazer sua primeira defesa, em cabeçada de Índio.

A Macaca apostou na velocidade de Ademir, que fez sua segunda partida com o time profissional, em cima da defesa de veteranos do clube gaúcho. Em algumas oportunidades, teve vantagem. Foi o camisa 9 alvinegro que sofreu falta na entrada da área, aos 40, que Adrianinho bateu e obrigou Muriel a espalmar. O Colorado teve domínio do jogo, tocou a bola, acabou a etapa inicial com 12 escanteios, mas não foi efetivo no ataque.

D'Alessandro, Ednei, Josimar e Otávio tiveram arremates errados dentro ou nas proximidades da área. O gringo, inclusive, reclamou de pênalti aos 35 minutos, após puxão de Betão, não marcado por Alício Pena Júnior. Apesar de ter boa presença ofensiva, o Inter desagradou aos colorados, pela expectativa criada com relação ao time reserva dos campinenses. Saiu sob vaias e gritos de Diego Forlán. Leandro Damião chegou atrasado na maioria dos lances e finalizou duas vezes, de maneira torta.

CLEMER ATENDE TORCIDA

Diego Forlán foi a primeira providência de Clemer no segundo tempo. O técnico se justificou na entrada do segundo tempo: "Quem sou eu para contestar a nossa torcida". Com 30 segundos de jogo, o uruguaio foi ao fundo e cruzou da esquerda. A zaga se atrapalhou com Damião e Josimar arrematou. Daniel fez grande defesa, de reflexo, para evitar o gol colorado.

Mas o "efeito Forlán" durou pouco. Logo aos cinco minutos, a Ponte Preta quase chegou ao seu gol. Ferrguem invadiu a área e bateu para defesa de Muriel. No rebote, Adrianinho finalizou sobre o gol do Colorado. Leandro Damião, em fase técnica ruim, primeiro atrapalhou cabeçada de Fabrício e depois desperdiçou chance próximo da marca do pênalti, aos 14.

O ritmo colorado caiu muito. Mesmo com Forlán e também com a entrada de Rafael Moura, o Inter pouco criou. Aos 26, Ednei cruzou e o He-Man não alcançou. Na sequência, Fabrício bateu cruzado e a bola passou por toda a extensão da área. Para irritação da torcida colorada. Forlán usou sua especialidade e soltou o pé, mas Daniel encaixou.

D'Alessandro acertou a trave de Daniel aos 47. A partida se encaminhou para um final modorrento, sonolento, sem grandes emoções. O Inter com um 0 a 0 que lhe servia, a Macaca já rebaixada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 X 0 PONTE PRETA

Local: Estádio Francisco Stédile (Centenário), em Caxias do Sul (RS)
Data-Hora: 8/12/2013 – 17h (de Brasília)
Árbtitro: Alicio Pena Junior (MG)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Jóia (Fifa-RJ) e Edílson Frasão Pereira (TO)
Público e renda: Não divulgados.
Cartões amarelos: Giovanni, Alef (PP) João Afonso, Juan (INT)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Não houve.

INTERNACIONAL: Muriel, Ednei, Índio, Juan e Fabrício; João Afonso, Josimar (Alex - 41'/2°T), Jorge Henrique (Diego Forlán - intervalo), D'Alessandro e Otávio; Leandro Damião (Rafael Moura - 19'/2°T) – Técnico: Clemer.

PONTE PRETA: Daniel, Régis, Betão, Raphael Santos e Maurício; Alef, Ferrugem, Matheus Olavo e Adrianinho (Ian - 41'/2°T); Giovanni (Luizinho - 45'/2°T) e Ademir (André - 14'/2°T) – Técnico: Ailton