icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/07/2013
20:29

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro julgou o recurso impetrado pelo Goytacaz, nesta quinta-feira, que paralisou a Segunda Divisão do Rio, e manteve, por seis votos a zero, a punição da perda de seis pontos do clube. Segundo o julgamento, o zagueiro Talis foi mesmo escalado de forma irregular em dois jogos do returno e não em um, como reclamava o time campista, que esperava perder apenas três pontos e seguir com chance de acesso à elite em 2014.

Apesar de levar a segunda derrota nos tribunais, o Goytacaz irá recorrer à última instância, o STJD.

– O que vimos aqui foi uma armação, um circo, que beneficiou o América, um grande do Rio. Lutaremos no Supremo os mais rápido possível – disse Jomar Garcia, presidente do Goytacaz.

O América – entrou com o recurso que originou a perda de pontos do rival – era o principal interessado: como o Goytacaz não ganhou três pontos, o alvirrubro segue como o time de melhor campanha (38 pontos contra 36 do Goyta) e com vaga no triangular final. Seus representantes festejaram a decisão, com ressalvas.

– Não foi um triunfo completo. Queríamos que o Goytacaz perdesse nove pontos, e não seis. Agora vamos esperar o retorno da Segundona e nos preparar para o triangular final – disse o advogado Mauro Chidid.

A semifinal do returno não tem data da retomada em razão do recurso do Goytacaz ao STJD. Os jogos: Angra × Bonsucesso e Cabofriense × São João da Barra. O campeão avança para o triangular ao lado de Bonsucesso (campeão do turno) e América. Caso o Bonsucesso vença o returno, será o campeão e o América, é o outro que subirá.

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro julgou o recurso impetrado pelo Goytacaz, nesta quinta-feira, que paralisou a Segunda Divisão do Rio, e manteve, por seis votos a zero, a punição da perda de seis pontos do clube. Segundo o julgamento, o zagueiro Talis foi mesmo escalado de forma irregular em dois jogos do returno e não em um, como reclamava o time campista, que esperava perder apenas três pontos e seguir com chance de acesso à elite em 2014.

Apesar de levar a segunda derrota nos tribunais, o Goytacaz irá recorrer à última instância, o STJD.

– O que vimos aqui foi uma armação, um circo, que beneficiou o América, um grande do Rio. Lutaremos no Supremo os mais rápido possível – disse Jomar Garcia, presidente do Goytacaz.

O América – entrou com o recurso que originou a perda de pontos do rival – era o principal interessado: como o Goytacaz não ganhou três pontos, o alvirrubro segue como o time de melhor campanha (38 pontos contra 36 do Goyta) e com vaga no triangular final. Seus representantes festejaram a decisão, com ressalvas.

– Não foi um triunfo completo. Queríamos que o Goytacaz perdesse nove pontos, e não seis. Agora vamos esperar o retorno da Segundona e nos preparar para o triangular final – disse o advogado Mauro Chidid.

A semifinal do returno não tem data da retomada em razão do recurso do Goytacaz ao STJD. Os jogos: Angra × Bonsucesso e Cabofriense × São João da Barra. O campeão avança para o triangular ao lado de Bonsucesso (campeão do turno) e América. Caso o Bonsucesso vença o returno, será o campeão e o América, é o outro que subirá.