icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
23/06/2014
13:30

Jorge Luis Pinto, técnico da Costa Rica, voltou a falar do seu amor pelo Corinthians, iniciado na década de 70, quando morou em São Paulo e estudou na Universidade de São Paulo (USP). Naquele período, o colombiano vivenciou o desespero dos torcedores alvinegros pela falta de um título e a quebra do tabu, em 1977 - ele, inclusive, esteve no Morumbi na final contra a Ponte Preta.

Em entrevista coletiva no Mineirão, onde sua equipe treinou para reconhecer o gramado onde jogará contra a Inglatrerra, Jorge Luis Pinto reafirmou seu carinho pelo Alvinegro de Parque São Jorge.

- Sou Corinthians. Fiquei muito tempo no Parque São Jorge. Sei tudo sobre o clube e vivi toda aquela história. Sigo o Corinthians, a Gaviões (uma das organizadas do Timão), e os jogos. Me desculpe, Santos. Tenho muito respeito ao Santos, que tratou a mim e à seleção da Costa Rica muito bem e tem nos proporcionado uma ótima preparação. Mas eu tenho esse imenso carinho pelo Corinthians - afirmou.

- O Brasil me deu muito, especialmente São Paulo, que é onde vivi e estudei futebol. Assisti aos jogos de Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras. Tive e tenho amigos, como José Teixeira (auxiliar de Oswaldo Brandão, técnico corintiano na ocasião) - completou o treinador da Costa Rica, sensação da Copa do Mundo.