icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/07/2013
09:16

Parece que a novela da contratação de Gareth Bale pelo Real Madrid está apenas nos primeiros capítulos. Neste sábado, o jornal inglês "The Sun" noticiou que o Tottenham rejeitou uma proposta merengue pelo jogador, na casa dos 81 milhões de libras (R$ 280,7 milhões). De acordo com a imprensa espanhola, os Spurs não liberam o jogador por menos de R$ 358 milhões.

Ainda sobre a matéria da publicação inglesa, o próprio Bale teria ficado irritado com a recusa do Tottenham em deixar negociá-lo com o Real Madrid. Ele novamente teria lembrado a presidência dos Spurs sobre um entendimento mútuo que as duas partes têm. Enquanto isso, oficialmente o técnico do clube inglês, André Villas-Boas, segue dizendo que está negociando a renovação com o Bale.

Caso o negócio saia, Bale provavelmente se tornará o jogador mais caro do mundo. Mesmo que o negócio envolva Ángel Di María, como se espera pela parte do Real Madrid, o valor em dinheiro oferecido deve ultrapassar o que levou para o Manchester United liberar Cristiano Ronaldo em 2009.


Parece que a novela da contratação de Gareth Bale pelo Real Madrid está apenas nos primeiros capítulos. Neste sábado, o jornal inglês "The Sun" noticiou que o Tottenham rejeitou uma proposta merengue pelo jogador, na casa dos 81 milhões de libras (R$ 280,7 milhões). De acordo com a imprensa espanhola, os Spurs não liberam o jogador por menos de R$ 358 milhões.

Ainda sobre a matéria da publicação inglesa, o próprio Bale teria ficado irritado com a recusa do Tottenham em deixar negociá-lo com o Real Madrid. Ele novamente teria lembrado a presidência dos Spurs sobre um entendimento mútuo que as duas partes têm. Enquanto isso, oficialmente o técnico do clube inglês, André Villas-Boas, segue dizendo que está negociando a renovação com o Bale.

Caso o negócio saia, Bale provavelmente se tornará o jogador mais caro do mundo. Mesmo que o negócio envolva Ángel Di María, como se espera pela parte do Real Madrid, o valor em dinheiro oferecido deve ultrapassar o que levou para o Manchester United liberar Cristiano Ronaldo em 2009.