icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/02/2015
15:13

A Federação Paulista de Futebol (FPF) acatou o pedido do Ministério Público e definiu que o clássico entre Palmeiras e Corinthians, no próximo domingo, no Allianz Parque, será realizado apenas com a torcida do time alviverde. O técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, declarou ser uma situação lamentável, mas que isso é um reflexo dos problemas da sociedade brasileira. CONFIRA O VÍDEO: 

- Chegamos nesse ponto. Às vezes as pessoas ficam sem saída, mas não é o correto. Deveria ser para os dois times. A segurança deveria ser dada pelo governo mesmo. Mas tem que entender o outro lado também. Chegou no limite. As pessoas fazem reuniões toda hora e não conseguem resolver. Tem problema sério, de morte, às vezes chega nesse ponto - reclamou.

O são-paulino diz entender o caráter imediatista da medida tomada pelo Ministério Público, mas lembra que os perigos não estão somente nas imediações dos estádios paulistanos. Para Muricy, a segurança precisa ser reforçada em todo o Brasil para combater todo tipo de violência, incluindo a relacionada ao futebol.

- Esse não é o ideal, mas a gente entende. Agora, é perigoso fora dos estádios também, não é? Às vezes pode ser que não adiante nada segurar a violência dentro (com torcida única), mas deixar fora. Isso não é só do futebol, não. É coisa do País, está tudo meio largado. Morre gente e não acontece nada. Morre mais gente do que no Iraque - desabafou.