icons.title signature.placeholder Gabriel Rodrigues
10/12/2013
19:18

Com a confusão generalizada do último domingo, na Arena Joinville, a "Força Jovem do Vasco" pode estar com seus dias contadps nos estádios do Brasil. Ao menos, seus materiais. De acordo com o promotor Paulo Sally, o Ministério Público do Rio de Janeiro entrará com uma ação na Justiça comum pedindo a suspensão por até três anos.

- Eles já assinaram dois Termos de Ajustamento de Conduta (TAC) e não cumpriram o acordado. Agora, serão enquadrados no artigo 39-A do Estatuto do Torcedor e podem ser banidos por até três anos - disse o promotor ao LANCE!Net.

O artigo 39-A do Estatuto do Torcedor diz que a torcida organizada que, em algum evento esportivo, promover tumulto e praticar ou incitar a violência, poderá ser impedida de comparecer a eventos esportivos pelo prazo de até três anos. Mas essa suspensão só diz respeito aos materiais da torcida, como camisas, faixas, bandeiras e instrumentos musicais.

Como lembrou o promotor da 4ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa Do Consumidor e Do Contribuinte, Paulo Sally, a torcida "Força Jovem do Vasco" foi punida em agosto do último ano por seis meses, mas não cumpriu a sentença. Sally deve entrar com o pedido de suspensão até o próximo dia 20, quando começa o recesso de final de ano da Justiça comum.

A torcida do Atlético-PR "Os Fanáticos" já foi punida pela confusão do último domingo, na Arena Joinville, e ficará seis meses sem poder entrar com seus materiais nos estádios, devido a um Termo de Ajuste de Conduta pelo Ministério Público do Paraná.