icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/07/2014
18:21

Neste sábado, a cidade de Dublin, na Irlanda, recebeu o UFC McGregor x Brandão e contou com um excelente público, além de lutas bastante movimentadas. Com uma animação semelhante as de torcidas de futebol, os irlandeses, que inclusive receberam elogios do dono do Ultimate Lorenzo Fertitta e do presidente Dana White, fizeram uma grande festa na Arena O2 e viram o ídolo Conor McGregor dar um show e superar o brasileiro, com um nocaute técnico logo no primeiro round.

Com um ritmo alucinante, Conor McGregor não deu chances ao brasileiro. Com a parte em pé afiada, o irlandês já partiu para o ataque e soube se defender das investidas do Brandão no chão. Com uma explosão nos golpes da base, o irlandês balançou o atleta tupiniquim duas vezes antes de derrubá-lo e garantir o triunfo, que levou o público à loucura.

- Treinei muito para isso e sabia que se tivesse a chance de acabar a luta, não podia desperdiçar. Seria especial demais lutar em casa e não teria lutador que ia conseguir me vencer aqui. Agora vou relaxar, sentar com Lorenzo Fertitta, falar sobre lutas em estádios de futebol, mas eu quero o título – disse McGregor, em entrevista após a vitória.

Com o resultado, McGregor mantém sua invencibilidade de três lutas no UFC e na próxima atualização do ranking dos penas já deve aparecer entre os dez primeiros. Já a situação do brasileiro é delicada. Brandão agora acumula duas derrotas seguidas e acende a luz amarela.

A LUTA
1º round
A luta começou a mil por hora, com os dois lutadores soltando chutes e partindo para a trocação franca. O brasileiro tratou logo de levar o duelo para o solo, porém McGregor mostrou que está com o chão em dia e dominou as ações por cima. Quando o duelo voltou para a parte em pé, o europeu encurralou seu adversário e soltando duros golpes, o derrubou. Com Brandão no chão, "martelou" até ser interrompido pelo árbitro.

Gunnar Nelson finaliza e soma quarta vitória no UFC
No duelo de invictos nos meio-médios, Gunnar Nelson levou a melhor sobre Zak Cummings e mostrou o porquê recebeu a faixa-preta de jiu-jitsu de Renzo Gracie. Após estar melhor na parte em pé, no primeiro round, o islandês esperou o momento certo para derrubar na segunda parcial, foi para as costas do americano e encaixou um lindo mata-leão. Depois só esperou os três tapinhas do adversário para comemorar a quarta vitória consecutiva no UFC. Em entrevista ainda no octógono, o europeu afirmou que seu objetivo agora é enfrentar um Top 10.

Confira os resultados
Conor McGregor venceu Diego Brandão por nocaute técnico no primeiro round
Gunnar Nelson finalizou Zak Cummings por mata-leão no segundo round
Ian McCall venceu Brad Pickett por decisão unânime dos juízes laterais
Norman Parke venceu Naoyuki Kotani por nocaute técnico no segundo round
Ilir Latifi venceu Chris Dempsey por nocaute técnico no primeiro round
Card preliminar
Neil Seery venceu Phil Harris por decisão unânime dos juízes laterais
Cathal Pendred finalizou Mike King por mata-leão no segundo round
Trevor Smith venceu Tor Troeng por decisão unânime dos juízes laterais
Nikita Krylov venceu Cody Donovan por nocaute técnico no primeiro round
Paddy Holohan finalizou Josh Sampo por mata-leão no primeiro round.