icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/02/2015
18:06



A festa foi mesmo completa, neste sábado, em São Januário. Convocada por Falcão, a torcida praticamente lotou o estádio e empurrou o time. O Vasco se impôs, principalmente, no primeiro tempo, e venceu o Bangu por 2 a 0, com gols de Rodrigo e Luan. Novamente a partir de bolas paradas. O início foi avassalador. O time de Doriva não deixou os visitantes respirarem. Assim, o Gigante assume provisoriamente a liderança do Carioca.

Com menos de dez minutos, Rafael Silva teve boa chance e Gilberto perdeu outras duas. Uma delas na pequena área, após ótima jogada de Julio dos Santos. Mas, pouco depois, a animação diminuiu e o Bangu acabou conseguindo avançar. As finalizações, porém, eram de longe. Matheus Pimenta tentou aos 22 minutos e Ives três minutos depois.

Como quem não faz, leva, o Vasco voltou aos perigosos cruzamentos do início da partida. Bernardo cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo, que abriu o placar aos 27 minutos. Até o fim da primeira etapa, o Bangu chegou a ter uma chance, mas o Cruz-Maltino continuava a se impor. Gilberto mostrava repertório dentro da área e chegou a deixar Bernardo livre. O meia, porém, segurou demais a bola e escorregou.

E MAIS
> Confira em Tempo Real como foi a vitória do Vasco
> Tapete vermelho e chuva: Falcão é apresentado no Vasco como rei

E Bernardo nem voltou para o segundo tempo, que começou com muito perigo para Martin Silva. Sorte que Matheus Pimenta chutou rasteiro e fraco. O ímpeto diminuiu ainda mais com as alterações de Doriva. Novamente ele queimou a terceira substituição cedo (aos 17 minutos) e deixou o time mais pesado. Lucas e Jhon Cley compunham o time no lugar de Bernardo e Marcinho. Fora Yago, que entrara no lugar de Rafael Silva ainda no primeiro tempo.


  Jogadores do Vasco fazem a festa em São Januário (Foto: Wagner Meier/ LANCE!Press)

Sorte que a bola parada, sempre ela, apareceu. E novamente com Luan. No clássico contra o Fluminense, foi de pênalti. Neste sábado, porém, foi de cabeça, após cobrança de falta de Jhon Cley. O 2 a 0 surgiu no momento em que o time mandante tinha a posse de bola, mas não conseguia ser produtivo.

Assim o Gigante da Colina finalizou um dia de festa, com muitos convidados presentes. Houve ainda a expulsão de Guilherme, deixando a imensa torcida ainda mais feliz.

FICHA TÉCNICA
VASCO X FLUMINENSE

Local:
Data/hora:
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)
Árbitro Assistente N°1: Rodrigo Pereira de Souza (RJ)
Árbitro Assistente N°2: Eduardo de Souza Couto (RJ)
Público/Renda: 12.160 pagantes / R$ 260.815,00
Gols: Rodrigo (27’/1ºT) e Luan (23'/2ºT)

VASCO: Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Christianno; Serginho, Julio dos Santos; Rafael Silva (Yago 39'/1ºT), Marcinho (Jhon Cley 17'/2ºT) e Bernardo; Gilberto Técnico: Doriva

BANGU:Márcio, iago, Rafael Sales, Luiz Felipe e Guilherme; Ives, Magno, Raphael Augusto e Almir; Matheus Pimenta (Victor 33’/2ºT)e Bruno Luiz (Igor Alves 27’/2ºT)  Técnico: Mário Marques