icons.title signature.placeholder Verônica Souza e Anderson Alves
19/11/2013
19:08


A decisão da Copa Rio é algo inédito na história do Duque de Caxias, mas se engana quem pensa que o Tricolor da Baixada estará sozinho neste desafio. Dentro de campo, os onze comandados de Mário Júnior precisam superar o Boavista nesta quarta-feira, às 16h, no Estádio de Los Larios, no primeiro jogo da final. Fora dele, a torcida faz a sua parte e conta histórias curiosas sobre essa paixão.

- Eu era botafoguense, mas para desespero dos meus pais, deixei de torcer pelo Botafogo e virei Caxias. A verdade é que os clubes menores permitem que o torcedor fique mais próximo da rotina do time, diferente de Flamengo, Botafogo e Fluminense, por exemplo - pontuou Anderson Lima, estudante de jornalismo, que teve seu coro reforçado pelo ex-Rubro-Negro Matheus:

- Torcia para o Flamengo, mas o Duque de Caxias é o time da cidade e depois que venceu o Fluminense no Estadual, ganhou a minha torcida. Quando se enfrentam, eu fico feliz com qualquer resultado, mas confesso que torço mais pelo Caxias.

O ex-flamenguista pode comemorar dobrado nesta quarta, já que o Rubro-Negro faz o primeiro jogo da final da Copa do Brasil contra o Atlético-PR, enquanto que seu atual time busca o título inédito para garantir vaga na competição nacional do ano que vem.