icons.title signature.placeholder Raphael Martins
14/07/2014
11:23

Nem mesmo a decepção pela perda do título da Copa do Mundo impede os argentinos de recepcionar os jogadores como heróis. O trânsito na autopista Riccheri, que leva ao Aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, é caótico. Milhares de pessoas chegam para recepcionar os vice-campeões mundiais.

Muitos torcedores deixam os próprios carros ao lado da via e vão à pé, e famílias inteiras caminham ao lado da rodovia. Mas a primeira a recepcionar o grupo será a presidenta Cristina Kirchner, que irá se reunir com os jogadores no prédio da Federação Argentina de Futebol.

Após o encontro com a mandatária, os atletas poderão desfilar pelo centro portenho. A seleção argentina volta para casa após a derrota no último domingo para a Alemanha, por 1 a 0, perdendo o título mundial já no segundo tempo da prorrogação. Apesar da frustração, a campanha é vista de forma positiva, já que a Albiceleste não chegava a uma final de Copa havia sete edições, quando venceu o torneio, em 1986.

Torcida mostra apoio à equipe mesmo com perda do título (Foto: Raphael Martins)