icons.title signature.placeholder Eduardo Moura
19/06/2014
16:33

O treino do Grêmio transcorria normalmente no novo CTdo clube gaúcho quando a torcida tomou o protagonismo. Cerca de 20 torcedores tentaram invadir o treinamento da tarde desta quinta-feira. Não com um objetivo de protestar contra o time, mas de assistir à atividade.

O grupo de gremistas estava na frente do portão do novo CT, ainda inacabado. Dois seguranças guardavam o local. Mas próximo das 16h, os torcedores forçaram o portão, frustrados por terem a entrada negada. O clube gaúcho já tinha informado anteriormente que o trabalho seria apenas aberto para a imprensa. Depos do ocorrido, o presidente em exercício, Adalberto Preis, foi ao local para explicar à torcida os motivos e acalmou os ânimos.

Uma confusão no portão se iniciou, com a presença de mais seguranças do clube. Torcedores reclamaram do comportamento dos profissionais do clube, que teriam usado força excessiva para conter os gremistas. Um torcedor estava bastante exaltado gritando que tinha sido agredido. Um coro de "libera, libera" também foi puxado.

No projeto do CT, há a construção de um lance de arquibancadas para que a torcida possa acompanhar os trabalhos. No entanto, esta parte da obra não é prevista nem para setembro, quando o Grêmio pretende se mudar definitivamente no dia a dia para o CT do Humaitá.