icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/03/2014
07:33

A possível saída de Hernane para o futebol chinês e o fato de ser o artilheiro isolado do Fla neste ano faziam com que Alecsandro vislumbrasse um futuro próximo muito confortável na Gávea. Porém, a permanência do Brocador, seguida de dois gols nos últimos jogos (contra Elemec e Nova Iguaçu), fez com que o momento de Alecgol não seja tão tranquilo quanto parecia se desenhar.

Pressionado pela boa fase do companheiro, Alecsandro entra em campo nesta quarta-feira, às 22h, no Raulino de Oliveira, contra o Bonsucesso, precisando dar uma "resposta" ao concorrente pela vaga no ataque titular. O jogo, válido pela 12º rodada do Carioca, terá transmissão em tempo real pelo LANCE!Net.

E MAIS
- Família pede, Luiz Antonio retira ação e volante volta ao Fla nesta quinta
- Sem Elano, Alecsandro e Chicão fazem duelo por bolas paradas

Beneficiado pelo problema na coxa direita de Hernane, ocorrido na partida do último sábado, contra o Nova Iguaçu, Alecgol preferiu não falar somente da disputa no ataque. O camisa 19, de maneira inteligente, analisou a concorrência em todo o elenco.

– É muito bom ter um grupo forte. Não sou só eu e Hernane que brigamos por posição, mas sim todos os jogadores. Acredito que não há um titular absoluto na cabeça do Jayme. Entro tranquilo neste jogo, sei que sempre precisarei fazer gols – comentou Alecsandro.

Até o momento, Alecgol e Brocador estão empatados na artilharia do Flamengo em 2014 com seis gols cada. O camisa 19, por outro lado, teve todos os seus tentos feitos no Campeonato Carioca, enquanto o concorrente fez um pela Libertadores. Feliz por ser o artilheiro do Estadual, Alecsandro não quis traçar uma meta de gols.

– Não gosto de ficar falando de números. Nós, centroavantes, já sofremos muita cobrança. Se estipularmos alguma meta, será mais uma cobrança. Quero sempre é jogar e fazer o meu papel bem feito. Esta é a minha meta. Jogar bem quando tiver as oportunidades – opinou o atacante.