icons.title signature.placeholder Diogo Sautchuk e Russel Dias
12/07/2014
07:00

Foi campeão da Libertadores em 2011. Em 2013, viu o craque Neymar deixar a Vila Belmiro e ir para o Barcelona. No ano seguinte, perdeu um Campeonato Paulista para o Ituano. Tudo isso como titular. Esse é Arouca.

O volante do Santos, que chegou em 2010 com 23 anos, por empréstimo do São Paulo e, depois de quatro temporadas na Baixada Santista e diversas fases, acontecimentos, convocação para a Seleção Brasileira, especulações e 237 jogos, passou de coadjuvante para ídolo e se tornou o dono do meio de campo do time da Vila Belmiro.

Com contrato até o fim de 2016, o volante, que é remanescente da equipe de 2010 com Edu Dracena, sonha em permanecer no Peixe durante toda a carreira.

– Desde quando eu cheguei aqui sou muito feliz, muito grato ao Santos. Quando eu cheguei era por empréstimo. Deixei bem claro que o pouco tempo que eu estava aqui, que eu tinha o desejo de permanecer, que foi quando aconteceu a compra e ano passado renovamos até 2016. Espero poder cumprir o contrato e caso o Santos tenha interesse em ficar comigo mais tempo eu ficarei até o fim da minha carreira – disse o meio-campista em entrevista ao LANCENet!.

Encabeçando a lista de oito volantes que Oswaldo de Oliveira têm a disposição, Arouca espera para ver quem será o seu companheiro no reinício do Campeonato Brasileiro e, coma faixa no braço direito e responsabilidade dentro de campo, o "pulmão" do Peixe comandará os Meninos da Vila por um objetivo que em 1612 dias de Santos o volante ainda não conseguiu: o título do Brasileirão.