icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
10:45

Passados mais de um mês desde o confronto contra o Tijuana, no Independência, e a ausência de Réver ainda é lamentada pelos torcedores, jogadores e pelo próprio zagueiro. Escalado para entrar em campo neste domingo, diante do Criciúma, o jogador quer primeiro se ajudar o Atlético a se recuperar no Brasileiro para depois dar o apoio necessário aos companheiros para o duelo pela Libertadores.

- Esse jogo de domingo se tornou fundamental para nós. Podemos ter uma arrancada no Brasileiro. Oscilamos muito na competição por estarmos focados na Libertadores, mas temos de estar atentos, porque a Libertadores está acabando e temos que parar de oscilar no Brasileiro, um campeonato muito difícil - falou o defensor.

LEIA TAMBÉM:
> Zagueiro lança seu site oficial
> Donizete e Leo Silva apresentam melhoras, mas ainda não estão liberados do DM

Mesmo com o foco já voltado para o Brasileirão, o zagueiro não pode e não conseguiu escapar do assunto Libertadores. Questionado sobre o lance que gerou a expulsão, Réver lamentou o cartão vermelho, mas reafirmou não ter feito nada de mais, e questionou o critério dos árbitros diante de jogadores de outros países.

- Acho que é uma decepção ter que ficar de fora dos dois jogos, que são importantes, mas arrependimento não tenho, porque se fosse o contrário, mexicanos e argentinos não são punidos, aí brasileiro faz e recebe o amarelo e acaba sendo punido - concluiu o zagueiro.

Passados mais de um mês desde o confronto contra o Tijuana, no Independência, e a ausência de Réver ainda é lamentada pelos torcedores, jogadores e pelo próprio zagueiro. Escalado para entrar em campo neste domingo, diante do Criciúma, o jogador quer primeiro se ajudar o Atlético a se recuperar no Brasileiro para depois dar o apoio necessário aos companheiros para o duelo pela Libertadores.

- Esse jogo de domingo se tornou fundamental para nós. Podemos ter uma arrancada no Brasileiro. Oscilamos muito na competição por estarmos focados na Libertadores, mas temos de estar atentos, porque a Libertadores está acabando e temos que parar de oscilar no Brasileiro, um campeonato muito difícil - falou o defensor.

LEIA TAMBÉM:
> Zagueiro lança seu site oficial
> Donizete e Leo Silva apresentam melhoras, mas ainda não estão liberados do DM

Mesmo com o foco já voltado para o Brasileirão, o zagueiro não pode e não conseguiu escapar do assunto Libertadores. Questionado sobre o lance que gerou a expulsão, Réver lamentou o cartão vermelho, mas reafirmou não ter feito nada de mais, e questionou o critério dos árbitros diante de jogadores de outros países.

- Acho que é uma decepção ter que ficar de fora dos dois jogos, que são importantes, mas arrependimento não tenho, porque se fosse o contrário, mexicanos e argentinos não são punidos, aí brasileiro faz e recebe o amarelo e acaba sendo punido - concluiu o zagueiro.