icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/02/2015
01:20

O Corinthians dominou o São Paulo, foi raramente incomodado e venceu com propriedade, por 2 a 0, em duelo desta quarta-feira, na Arena Corinthians, válido pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores. Para o técnico Tite, sua equipe foi superior em dois terços do confronto e, quando o rival jogou, não conseguiu chegar ao gol de Cássio.

- Em jogos importantes, dessa grandeza, num nível técnico extremamente alto, a equipe não vai dominar o adversário o tempo inteiro. Tivemos dois terços de jogo superior. E no momento que não fomos superiores, 15 minutos no primeiro tempo, a gente não deu infiltração. Em jogo assim, não vai dominar a bola e criar o tempo todo. Essa consciência dos atletas, associada a uma exigência e cobrança, deu resultado. Nós tinhamos que jogar no segundo tempo. Contra o Once Caldas na Colômbia, deixamos de infiltrar, sofremos demais. Nós tínhamos de manter padrão no segundo tempo. Nós mantivemos, pressionamos e pudemos jogar - analisou o treinador corintiano.

Com o resultado, o Timão iniciou a fase com três pontos. O Grupo 2 é o considerado o "grupo da morte", com San Lorenzo (ARG) e Danubio (URU). Tite destacou a confiança dos jogadores após eliminar o Once Caldas (COL) na primeira fase, com vitória por 4 a 0 na Arena Corinthians e empate por 1 a 1 no Palogrande, em Manizales.

- Tudo na vida tem dois lados. A moeda tem dois lados. A moeda traz benefício e um peso. Corremos um risco muito grande de ficar fora da Libertadores. Ao mesmo tempo, bom desempenho e bons resultados nos prepararam emocionalmente para a grandeza do jogo - disse o corintiano.

[[GAL:LANPGL20150219_0001]]

Após o jogo, Tite encontrou o ex-presidente Andrés Sanchez no vestiário e os dois deram um abraço significativo, revelado pelo treinador em coletiva. Ele revelou que o encontro o fez pensar em dois momentos: a eliminação para o Tolima (COL) na primeira fase da Libertadores de 2011, e depois a conquista do título brasileiro em dezembro do mesmo ano.

- Eu tive uma extraordinária lembrança feliz. Passei por um momento ruim antes... Agora eu dei um abraço no Andrés, extremamente feliz. O abraço me fez lembrar a conquista do título brasileiro. O Andrés tinha me dado gordura para continuar o trabalho - ressaltou Tite, que soma sete vitórias, um empate e uma derrota na temporada de 2015.

- Eu acredito em trabalho, em talento, em comprar uma ideia de futebol. Nossa ideia é de triangulação, troca de passes, gostar de ter a bola... As duas equipes tinham qualidade, um toque muito fino para troca de passes, articulação. Nós estamos treinando muito para as coisas darem certo - disse o comandante alvinegro.