icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
09:00

A força física de Renato Augusto o credenciou para mais uma função no Corinthians. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Tite admitiu que também pode escalá-lo como segundo volante, se houver um tempo de adaptação do atual camisa 8.

- O Renato penso na linha de três do meio, central ou lateral, e pode jogar como segundo volante. Desde que tenha tempo de adaptação. Pode (fazer a função), dependendo do tempo, para dar a ele condição de treinamento - disse o treinador corintiano.

Quando Renato Augusto foi contratado do Bayer Leverkusen (ALE), em janeiro, Tite afirmou que ele poderia atuar na linha do meio e até mesmo como segundo atacante. Ele é um exemplo do jogador "versátil", estilo que virou referência para os treinadores no futebol brasileiro.

Em algumas ocasiões, o treinador disse que teve de "conter o ímpeto" do jogador nos treinos ou jogos. Renato tem a característica de acelerar o jogo quando está com a bola, ao contrário de Douglas, por exemplo, que é um meia mais cadenciado com qualidade de passe.

Hoje, o segundo volante do Corinthians é Guilherme. O camisa 19 tem como qualidade os chutes de longa distância, mas chega menos ao ataque do que o antecessor Paulinho. Apesar de ser menos ofensivo, ele chegou duas vezes com perigo no clássico contra o São Paulo pela decisão da Recopa: um chute de fora da área, desviado pela zaga, e uma cabeçada na área, que passou rente à trave.

Caso Renato Augusto seja um dia escalado como segundo volante, ele terá a função de chegar mais ao ataque, como fazia Paulinho. Por ora, por enquanto, seguirá como meia da equipe.

A força física de Renato Augusto o credenciou para mais uma função no Corinthians. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Tite admitiu que também pode escalá-lo como segundo volante, se houver um tempo de adaptação do atual camisa 8.

- O Renato penso na linha de três do meio, central ou lateral, e pode jogar como segundo volante. Desde que tenha tempo de adaptação. Pode (fazer a função), dependendo do tempo, para dar a ele condição de treinamento - disse o treinador corintiano.

Quando Renato Augusto foi contratado do Bayer Leverkusen (ALE), em janeiro, Tite afirmou que ele poderia atuar na linha do meio e até mesmo como segundo atacante. Ele é um exemplo do jogador "versátil", estilo que virou referência para os treinadores no futebol brasileiro.

Em algumas ocasiões, o treinador disse que teve de "conter o ímpeto" do jogador nos treinos ou jogos. Renato tem a característica de acelerar o jogo quando está com a bola, ao contrário de Douglas, por exemplo, que é um meia mais cadenciado com qualidade de passe.

Hoje, o segundo volante do Corinthians é Guilherme. O camisa 19 tem como qualidade os chutes de longa distância, mas chega menos ao ataque do que o antecessor Paulinho. Apesar de ser menos ofensivo, ele chegou duas vezes com perigo no clássico contra o São Paulo pela decisão da Recopa: um chute de fora da área, desviado pela zaga, e uma cabeçada na área, que passou rente à trave.

Caso Renato Augusto seja um dia escalado como segundo volante, ele terá a função de chegar mais ao ataque, como fazia Paulinho. Por ora, por enquanto, seguirá como meia da equipe.