icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
08/11/2013
17:40

O Guangzhou Evergrande disputa neste sábado em casa, a partida mais importante de toda sua história. Comandado por jogadores conhecidos do público brasileiro como Elkeson, Muriqui e Darío Conca, a equipe chinesa enfrenta o FC Seoul na segunda partida da decisão da Liga dos Campeões da Ásia após um 2 a 2 no jogo de ida.

- Tenho certeza de que a China vai parar para assistir essa decisão. Vejo nas ruas e nos noticiários a mobilização que os chineses estão fazendo para se prepararem para esta grande final. Estou na expectativa para que nosso time faça uma ótima partida. Acredito que o FC Seoul vai jogar mais fechado, explorando o contra-ataque, repetindo o que fizeram na primeira partida na Coreia. Temos que começar pressionando no campo deles e sabendo, claro, que temos uma vantagem. Estou ansioso para ver a festa e a pressão que nossos torcedores vão fazer nas arquibancadas - afirmou Elkeson.

E MAIS:
> Virou rotina! Luxemburgo fecha mais um treino do Flu em Atibaia
> Após insatisfação de Seedorf, Oswaldo avisa que irá substituir qualquer um

- O trabalho iniciado lá no começo do ano está se refletindo neste momento. Chegamos na final da Liga dos Campeões com méritos pela temporada que construímos através da dedicação de todos aqui no clube. Fizemos grandes jogos, conquistamos o Campeonato Chinês com antecedência e fizemos uma excelente campanha na Liga. Tenho que ressaltar também o trabalho do Marcello Lippi aqui no Guangzhou. Estamos falando de um treinador extraordinário, que acrescentou muito ao time e que fez o grupo desenvolver um futebol rápido e eficiente. Espero fazer um grande jogo e que no final da partida possamos comemorar com nossos torcedores mais esse título - disse o argentino Conca.

O atual campeão chinês entra em campo podendo empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 para ficar com o inédito título. Nova igualdade em 2 a 2, o campeão será decidido na prorrogação e, em caso de novo empate, nos pênaltis.