icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
17:36

Após anunciar a negociação de Paulinho para o Tottenham (ING), o diretor de futebol Roberto de Andrade explicou a situação das negociações que seguem pendentes. Nos casos de Emerson Sheik e Chicão, que têm apenas mais seis meses de contrato, ambos estão com as propostas de um ano de renovação em mãos. 

- O contrato de ambos expira em dezembro. Hoje é o primeiro dia de julho, nada nos obriga a fazer com seis meses de antecedência. Pode ser no último dia de contrato ou no primeiro depois que ele se encerrar. Estamos tendo cautela para fazer tudo bem pensado - disse o dirigente, sem dar bola para a liberdade contratual que os dão o direito de já firmar um pré-contrato com outros clubes.

O Flamengo, por exemplo, já apresentou uma proposta pelo jogador e aguarda os próximos passos. Já em relação a Cleber, que até já deu entrevista ao LANCE!Net como novo jogador do Corinthians, a diretoria admite que o acerto está próximo, mas ainda aguarda o desfecho do negócio entre e Ponte Preta e um grupo de investidores não revelado. A Macaca já dá a contratação como certa.

- Não está concluída, a Ponte está negociando com uns investidores e estamos aguardando a finalização dessa negociação. Eles estão vendendo parte dos direitos econômicos. Quando for concluído, vamos nos renuir com a Ponte para acertar a parte deles. À priori, queremos 20% e mais os direitos federativos - explicou.

Sobre Alan, lateral-esquerdo da Chapecoense, o diretor-adjunto Duílio Monteiro Alves admitiu ser um jogador observado, mas não mostrou-se animado com um desfecho imediato.

- Ele tem contrato só até novembro...Vamos esperar...Sabemos que é um jogador que o Tite gosta, uma aposta, então estamos de olho, mas nem conversamos com a Chapecoense - explicou.

Após anunciar a negociação de Paulinho para o Tottenham (ING), o diretor de futebol Roberto de Andrade explicou a situação das negociações que seguem pendentes. Nos casos de Emerson Sheik e Chicão, que têm apenas mais seis meses de contrato, ambos estão com as propostas de um ano de renovação em mãos. 

- O contrato de ambos expira em dezembro. Hoje é o primeiro dia de julho, nada nos obriga a fazer com seis meses de antecedência. Pode ser no último dia de contrato ou no primeiro depois que ele se encerrar. Estamos tendo cautela para fazer tudo bem pensado - disse o dirigente, sem dar bola para a liberdade contratual que os dão o direito de já firmar um pré-contrato com outros clubes.

O Flamengo, por exemplo, já apresentou uma proposta pelo jogador e aguarda os próximos passos. Já em relação a Cleber, que até já deu entrevista ao LANCE!Net como novo jogador do Corinthians, a diretoria admite que o acerto está próximo, mas ainda aguarda o desfecho do negócio entre e Ponte Preta e um grupo de investidores não revelado. A Macaca já dá a contratação como certa.

- Não está concluída, a Ponte está negociando com uns investidores e estamos aguardando a finalização dessa negociação. Eles estão vendendo parte dos direitos econômicos. Quando for concluído, vamos nos renuir com a Ponte para acertar a parte deles. À priori, queremos 20% e mais os direitos federativos - explicou.

Sobre Alan, lateral-esquerdo da Chapecoense, o diretor-adjunto Duílio Monteiro Alves admitiu ser um jogador observado, mas não mostrou-se animado com um desfecho imediato.

- Ele tem contrato só até novembro...Vamos esperar...Sabemos que é um jogador que o Tite gosta, uma aposta, então estamos de olho, mas nem conversamos com a Chapecoense - explicou.