icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
icons.title signature.placeholder Fábio Aleixo
02/07/2013
12:45

Depois de oito anos participando de competições oficiais com a Seleção Brasileira de Basquete, Tiago Splitter anunciou que não jogará a Copa América da Venezuela, entre os dias 30 de agosto e 11 de setembro.

A tomada de decisão não foi fácil para o pivo.

- Foi difícil decidir que não jogaria. Era uma coisa que vinha pensando há muitos meses e falando com a minha família. Mas realmente precisava de um descanso. Não tenho nenhuma lesão grave, mas se não paro, fico acumulando coisas para o outro ano. E tem também esta situação contratual - disse Splitter, que tornou-se agente livre na NBA e ainda negocia a renovação com o San Antonio Spurs.

Apesar de ter informado por sua conta no Twitter de que não jogaria e ter comunicado o técnico Ruben Magnano, seu nome apareceu na lista de 20 convocados para o torneio.

- Ele me disse que ia convocar da mesma maneira. Nos falamos duas vezes. Na primeira, ainda estava indeciso. Na segunda, já passei a mensagem - disse o pivo durante encontro com a imprensa na manha desta terca-feira em Sao Paulo.

O seu primeiro pedido de dispensa da equipe nacional também foi comunicado ao amigo e capitão da Seleção, Marcelinho Huertas. Além disso, Splitter afirmou que convocou a imprensa para um bate-papo para deixar a situação bem esclarecida.

Em anos anteriores, Nenê e Leandrinho pediram dispensa e não se manifestaram.

- Sei que vai ter gente que vai criticar minha decisão, que não vai aceitar. Mas quis jogar de forma franca e expor a minha situação - afirmou o pivo.

Depois de oito anos participando de competições oficiais com a Seleção Brasileira de Basquete, Tiago Splitter anunciou que não jogará a Copa América da Venezuela, entre os dias 30 de agosto e 11 de setembro.

A tomada de decisão não foi fácil para o pivo.

- Foi difícil decidir que não jogaria. Era uma coisa que vinha pensando há muitos meses e falando com a minha família. Mas realmente precisava de um descanso. Não tenho nenhuma lesão grave, mas se não paro, fico acumulando coisas para o outro ano. E tem também esta situação contratual - disse Splitter, que tornou-se agente livre na NBA e ainda negocia a renovação com o San Antonio Spurs.

Apesar de ter informado por sua conta no Twitter de que não jogaria e ter comunicado o técnico Ruben Magnano, seu nome apareceu na lista de 20 convocados para o torneio.

- Ele me disse que ia convocar da mesma maneira. Nos falamos duas vezes. Na primeira, ainda estava indeciso. Na segunda, já passei a mensagem - disse o pivo durante encontro com a imprensa na manha desta terca-feira em Sao Paulo.

O seu primeiro pedido de dispensa da equipe nacional também foi comunicado ao amigo e capitão da Seleção, Marcelinho Huertas. Além disso, Splitter afirmou que convocou a imprensa para um bate-papo para deixar a situação bem esclarecida.

Em anos anteriores, Nenê e Leandrinho pediram dispensa e não se manifestaram.

- Sei que vai ter gente que vai criticar minha decisão, que não vai aceitar. Mas quis jogar de forma franca e expor a minha situação - afirmou o pivo.