icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
15:09

Para o atacante da Chapecoense, Tiago Luis, a pausa da Série B, em função da Copa das Confederações, se resumiu a uma palavra: trabalho. O jogador abriu mão das férias neste período para intensificar os trabalhos físicos no clube.

- A parada foi muito boa para mim. Pude aproveitar para aprimorar algumas coisas, tive um acompanhamento da preparação física do clube e hoje me vejo 100% para jogar - disse Tiago.

O jogador, que disputou o Paulistão pelo Mirassol e entrou em campo apenas uma vez na Série B vestindo a camisa da Chapecoense, ficou no banco em quatro oportunidades e quis correr atrás nesta pausa para entrar no ritmo do grupo.

- Como fomos eliminados no Paulistão com o Mirassol, fiquei pouco mais de 20 dias sem jogar. Depois, com as negociações com a Chapecoense, perdi mais alguns dias e agora tive de correr atrás para entrar no ritmo do grupo. Com muito trabalho, consegui e quero ajudar o time nessa caminhada rumo à elite - ressaltou.

Líder da tabela, com 16 pontos, a Chapecoense enfrenta nesta sexta-feira o 15º colocado, Asa de Arapiraca, às 21h, fora de casa.



Para o atacante da Chapecoense, Tiago Luis, a pausa da Série B, em função da Copa das Confederações, se resumiu a uma palavra: trabalho. O jogador abriu mão das férias neste período para intensificar os trabalhos físicos no clube.

- A parada foi muito boa para mim. Pude aproveitar para aprimorar algumas coisas, tive um acompanhamento da preparação física do clube e hoje me vejo 100% para jogar - disse Tiago.

O jogador, que disputou o Paulistão pelo Mirassol e entrou em campo apenas uma vez na Série B vestindo a camisa da Chapecoense, ficou no banco em quatro oportunidades e quis correr atrás nesta pausa para entrar no ritmo do grupo.

- Como fomos eliminados no Paulistão com o Mirassol, fiquei pouco mais de 20 dias sem jogar. Depois, com as negociações com a Chapecoense, perdi mais alguns dias e agora tive de correr atrás para entrar no ritmo do grupo. Com muito trabalho, consegui e quero ajudar o time nessa caminhada rumo à elite - ressaltou.

Líder da tabela, com 16 pontos, a Chapecoense enfrenta nesta sexta-feira o 15º colocado, Asa de Arapiraca, às 21h, fora de casa.