icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
29/07/2014
06:15

Se fosse no colégio, Thiago Ribeiro “passaria de ano”, mas talvez tivesse de encarar as provas de recuperação. É com nota 6 e comentários críticos e sinceros que o atacante avalia seu primeiro ano pelo Santos. Apresentado em 29 de julho de 2013, ele atuou em 52 jogos, fez 14 gols e não levantou nenhuma taça, fato que o incomoda.

Depois de conquistar títulos por São Paulo e Cruzeiro, o experiente jogador, de 28 anos, também quer entrar para a história do Peixe e justificar o investimento de R$ 10 milhões que o clube fez para tê-lo até o fim de 2017. Nem mesmo a boa atuação contra a Chapecoense, no último sábado, quando deu passe para dois gols, faz Thiago ser menos rigoroso em sua avaliação.

– Fiz até grandes jogos, fui escolhido para a seleção do Paulistão desse ano, mas me cobro muito pela regularidade. Me dou nota 6. Sei que posso fazer ainda mais – afirmou o atacante, ao LANCE!Net.


Exigente, Thiago Ribeiro tem na ponta da língua o que é preciso para ter uma nota maior: mais gols, assistências e, claro, conquistas.

– O título paulista coroaria nosso ótimo trabalho, mas não veio. A história é feita com títulos e quero vencer aqui no Santos – disse.

Mais velho jogador de linha do Peixe, Thiago é um dos homens de confiança de Oswaldo de Oliveira, que fez diversos elogios à atuação dele no sábado, quando retornou aos gramados após dois meses.

O atacante conquistou o treinador sobretudo por seu papel tático. Além de ajudar muito na marcação, ele já atuou em quase todas as posições do ataque neste ano: centralizado, aberto pelos dois lados e como principal homem de frente.

Agora como ponta-direita, Thiago não se assusta com a dura sequência que o Santos tem pela frente no Brasileirão: Internacional, Corinthians e Cruzeiro. Nem poderia ser diferente, afinal, para quem debutou justamente na goleada por 8 a 0 sofrida para o Barcelona, nenhum desafiante mais assusta...

– Era para ser a estreia dos sonhos, contra o Barça, no Camp Nou, mas virou pesadelo. Marcou negativamente, mas nos deu força.

Fortalecido e adaptado, ele quer entrar pela história de forma positiva. E, claro, aumentar sua nota.