icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/02/2015
20:24

Técnico do Olympiacos, o português Vítor Pereira demonstrou muita indignação com o lamentável episódio deste domingo no clássico contra o Panathinaikos, na casa do rival. O ex-treinador do Porto lembrou que o jogo deveria ter sido cancelado com a invasão da torcida e o lançamento de foguetes, até porque as agressõs continuaram durante a partida, e ainda revelou que um jogador seu foi atingido por um objeto, e por isso acabou ficando de fora da partida.

- Não deve haver orgulho em nos receber desta forma para nos assustar. Nenhum jogador podia cobrar um escanteio tranquilamente porque estavam constantemente chovendo objetos. Quem pensa que isto é futebol é mentira. Em nenhum outro país europeu este jogo se tinha realizado, garanto - disse o treinador, para depois falar sobre o jogador que teve que ser cortado:

- Durante o aquecimento Qassams foi atingido por um objeto e não estava em condições de jogar. Isto não são condições. Nem para os jogadores nem para ninguém

Em campo, o Olympiacos acabou perdendo por 2 a 0, mas o português garantiu que não houve falta de concentração por causa do episódio. Falou mais sobre o deslocamento que precisou fazer até a Ucrânia para enfrentar o Dnipro pela Liga Europa.

- A nossa equipe esteve unida. Controlamos o jogo e estivemos muito concentrados. Cometemos dois erros e acabamos sofrendo dois gols. A nossa equipe vinha de um jogo e uma viagem cansativa e por isso estou muito orgulhoso dos meus jogadores - concluiu.