icons.title signature.placeholder Jornal Récord (MEX)
16/04/2014
15:47

O técnico Miguel Herrera confirmou nesta quarta-feira que o goleiro Jesús Corona, do Cruz Azul, estará entre os 23 nomes da lista final da seleção do México para a Copa do Mundo. De acordo com o comandante, o período no qual trabalhou com "Chuy" Corona e a segurança do atleta fizeram diferença para garantir sua convocação:

- Sei muito bem o que posso esperar do futebol de "Chuy". Ele foi meu jogador por um ano e meio no (Estudiantes) Tecos e passou muita confiança - disse, não garantindo que Corona será o titular na estreia da seleção contra Camarões, em 13 de junho, em Natal.

Além de Jesús Corona, Rafael Márquez e Oribe Peralta já foram anunciados pelo técnico. Ao falar sobre a meta, Herrera valorizou o nível de seleção da atual safra mexicana:

- Tenho quatro goleiros de grande qualidade. Infelizmente, vou ter de "sacrificar" um deles na convocação final, porque não posso levar todos.

CONCORRÊNCIA DEVE SER MAIOR PARA TERCEIRA VAGA

Após as boas atuações nos amistosos do México diante da Coreia do Sul e do Equador, e por suas partidas no Toluca.  Talavera ficou bastante cotado para ser o segundo nome confirmado para a meta da seleção. O treinador Miguel Herrera indica que a última vaga deva ter uma disputa mais acirrada entre Guillermo Ochoa e Miguel Muñoz.

"Memo" Ochoa deixou um bom cartão de visitas na partida contra a Nigéria, em março, e suas chances de convocação para a Copa do Mundo aumentaram. Porém, resta saber se o reserva nas Copas de 2006 e 2010, chegará à preparação para a Copa com o desejo de ganhar a vaga de titular. Caso Ochoa seja descartado, Miguel Herrera automaticamente confirmaria Muñoz como o terceiro nome para o setor.

Muñoz tem a seu favor a convivência com o técnico Miguel Herrera, que o treinou no Atlante e no América. No entanto, Ochoa deixou a vaga em aberto para a convocação final da seleção mexicana, que acontecerá em 9 de maio.