icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
21/03/2014
07:03

No empate contra o Defensor Sporting (URU), nessa quinta-feira, pela Copa Libertadores, em pleno Mineirão, o Cruzeiro chegou a estar vencendo por dois gols de diferença. Permitir a igualdade ao visitante é considerado ‘falta de maturidade’ pelo técnico Marcelo Oliveira. Ele espera ainda que os seus comandados tirem lições do resultado.

O treinador da Raposa cobrou melhor rendimento nas finalizações e garante que nunca faltou trabalho à equipe.

– Falta maturidade para conservar o resultado. Falta um pouco de poder de decisão e a lição que nunca faltou trabalho. Podemos modificar essa situação através da união e da força de trabalho – declarou.

Marcelo Oliveira pede ainda que os seus atletas tenham mais cuidado em momentos de pressão. Ele crê que este foi um fator fundamental para a igualdade no Gigante da Pampulha.

– A necessidade do resultado e a pressão. Isso tem que ser controlado. O time uruguaio fazia cera o tempo inteiro. Acho que foi mais por isso, nada além disso. Se computarmos pelo jogo, até falei da ansiedade um pouquinho, mas o Cruzeiro esteve muito mais próximo que o adversário – concluiu.