icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Léo Burlá
05/07/2014
12:00

A Costa Rica estreou na Copa do Mundo surpreendendo com uma vitória por 3 a 1 sobre o Uruguai. Depois, não satisfeita, venceu a Itália por 1 a 0, empatou por 0 a 0 com a Inglaterra e terminou em primeiro do Grupo C. A última conquista foi a vitória nos pênaltis sobre a Grécia, nas oitavas de final, após empate por 1 a 1 no tempo normal e prorrogação.

Depois de todos esses feitos, a seleção terá pela frente a Holanda, neste sábado, às 17h, na Arena Fonte Nova, pelas quartas de final. O sentimento? O técnico costa-riquenho Jorge Luis Pinto definiu... 

- Não me preocupa. Não tivemos medo da Itália, da Inglaterra e do Uruguai, que tem Cavani, um dos melhores atacantes do mundo, vamos ter da Holanda? Não temos medo. Respeitamos, sabemos que o ataque é muito forte, que eles têm dois, três atacantes que representam 80% da equipe. Não vai ser fácil, mas vamos tentar controlá-los - disse o treinador. 

Pinto ainda afirmou que o México foi superior à Holanda nas oitavas de final. Os mexicanos venciam a partida por 1 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo, quando Sneijder empatou. Depois, nos acréscimos, Huntelaar marcou de pênalti sofrido por Robben.

- O México dominou durante muito tempo, teve o controle do jogo. A Holanda apresentou uma linha de cinco, com dois volantes e três homens no meio. Depois, mudou para o 4-3-3. O resultado conquistado foi a partir dali, então apostaria que eles vão começar assim. Mas estamos preparados para qualquer um dos esquemas. Respeitamos a Holanda, o ataque deles, mas queremos controlá-los. Vai ser um jogo difícil. Para os dois lados - ressaltou o treinador. 

 Zagueiro reforça discurso

Substituto de Óscar Duarte, que está suspenso, o zagueiro Johnny Acosta também garantiu que a Costa Rica não vê a Holanda como um bicho-papão. Na Arena Fonte Nova, os holandeses estrearam na Copa com uma goleada de virada por 5 a 1 sobre a atual campeã Espanha, que caiu ainda na primeira fase.

- A Holanda não nos assusta. Já passamos por sustos maiores no nosso país. A goleada da Holanda sobre a Espanha foi porque a Espanha errou muito, e foi muito por conta dos contra-ataques. Estamos preparados para buscar a vitória. Não tememos nada, nem ninguém - disse Acosta.