icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes
14/11/2014
13:03

Assim como a ascensão meteórica desde a saída do Bahia para tornar-se o novo xodó do Benfica (POR), Talisca não demorou muito para se soltar na primeira entrevista promovida pela CBF. De poucas palavras, mas irreverente, o baiano de Feira de Santana arrancou muitas risadas dos jornalistas nesta sexta-feira em Viena e detalhou o trote sofrido na chegada ao time principal do Brasil.

Inicialmente, travado, não contou muito como encarou as rápidas transformações na carreira. O meia-atacante limitou-se a dizer que se sentiu muito à vontade e Portugal e, por isso, conseguiu logo mostrar o melhor futebol.

- Não esperava por causa da adaptação. Achei que seria uma coisa e foi totalmente outra. Cheguei parecendo que estava no Brasil. Só agora que vai fazer um frio, mas está tranquilo - disse.

Apesar da fama repentina, o meia-atacante desconversou sobre a fama de mascarado que ganhou na época em que despontava no Bahia.

- Não. Nunca fui. Até porque isso já acabou. Tem muito tempo - defendeu-se.

Mais solto, o jogador acabou revelando como foi recebido pelos companheiros. Estreante, Talisca cantou e até contou piada.

- Tive de cantar. Foi tranquilo e cantei Revelação, mas esqueci o nome da música. Fui aplaudido. Também contei uma piada de baiano. Os caras se mataram de rir. Neymar gostou, depois pergunta para ele. David Luiz e Thiago Silva também - disse Talisca.

Titular do time sub-21 do técnico Alexandre Gallo, Talisca foi chamado pelo técnico Dunga para o lugar de Lucas, cortado na segunda-feira. O jogador estava embarcando para a China, de Paris, onde a Seleção faz um período de treinos.