icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
16/07/2013
17:44

Se Guilherme Dias conquistou a medalha de bronze na categoria até 58kg logo no primeiro dia do Mundial de Taekwondo, em Puebla, no México, a terça-feira não foi de muita alegria para os lutadores brasileiros. Henrique Precioso e Leidiane Santos foram eliminados na primeira luta da competição.

Apesar de entrar na competição como o 13º cabeça de chave, Precioso não conseguiu se impor diante do sul-coreano Yoo-Jin Kim na categoria até 74kg. Enquanto isso, Leidiane Santos foi superada pela japonesa Miyu Yamada categoria até 49kg.

O Mundial de Taekwondo vai ser disputado até domingo, dia 21. Nesta quarta-feira, o Brasil vai ser representado por Marina Souza, até 67kg, e Nicholas Pigozzi, até 68kg.

Apesar de o campeonato ainda estar no início, a Seleção Brasileira já conseguiu bater os resultados na última competição. Na edição de 2011, disputada na Coreia do Sul, a equipe nacional passou em branco e não conquistou medalhas. Já em 2009, na Dinamarca, Natália Falavigna ficou com o bronze na catetoria até 73kg.

Se Guilherme Dias conquistou a medalha de bronze na categoria até 58kg logo no primeiro dia do Mundial de Taekwondo, em Puebla, no México, a terça-feira não foi de muita alegria para os lutadores brasileiros. Henrique Precioso e Leidiane Santos foram eliminados na primeira luta da competição.

Apesar de entrar na competição como o 13º cabeça de chave, Precioso não conseguiu se impor diante do sul-coreano Yoo-Jin Kim na categoria até 74kg. Enquanto isso, Leidiane Santos foi superada pela japonesa Miyu Yamada categoria até 49kg.

O Mundial de Taekwondo vai ser disputado até domingo, dia 21. Nesta quarta-feira, o Brasil vai ser representado por Marina Souza, até 67kg, e Nicholas Pigozzi, até 68kg.

Apesar de o campeonato ainda estar no início, a Seleção Brasileira já conseguiu bater os resultados na última competição. Na edição de 2011, disputada na Coreia do Sul, a equipe nacional passou em branco e não conquistou medalhas. Já em 2009, na Dinamarca, Natália Falavigna ficou com o bronze na catetoria até 73kg.