icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/03/2014
22:04

Pendurado com dois cartões amarelos, o zagueiro Jubal foi poupado da vitória por 2 a 1 no clássico diante do Palmeiras, pela última rodada da primeira fase do Paulistão, domingo, e voltou ao time nesta quarta-feira. No entanto, o técnico Oswaldo de Oliveira resolveu surpreender e manteve o jovem defensor no banco de reservas, optando pela permanência de David Braz na equipe titular. Com boa atuação do camisa 6, o Peixe goleou a Ponte Preta por 4 a 0 e garantiu sua vaga nas semifinais do Campeonato Paulista, fase na qual enfrentará o Penapolense, em casa.

Logo após a vitória na Vila Belmiro, David Braz comemorou sua 11ª partida com a camisa do Santos, clube que anunciou sua contratação em maio de 2012, mas onde o zagueiro não teve muitas oportunidades. Otimista, o jogador de 26 anos pensa em se manter como titular nas semifinais, no próximo fim de semana, e já vislumbra até o título do Paulistão.

- Agradeço muito a Deus, à minha familia, minha esposa, o professor Oswaldo, à diretoria do Santos, aos jogadores que me abraçaram e, principalmente, à paciência e à fé que eu tive. O campeonato ainda não acabou, e nós temos que querer sempre algo a mais. Não quero só ficar na equipe, mas tambem conquistar títulos pelo Santos - afirmou David Braz, ainda extasiado pelos 4 a 0.

David Braz havia sido elogiado por Oswaldo de Oliveira após o clássico diante do Palmeiras e, com a confiança do treinador santista, explicou a goleada das quartas de final e os objetivos do Peixe na reta final do Paulistão.

- No começo do jogo a Ponte veio para cima, mas fizemos o gol e aos poucos conseguimos essa goleada. O objetivo continua sendo o título, continua sendo fazer resultados para ter a vantagem de jogar em casa, com o apoio do torcedor - disse o "surpreendente" zagueiro titular do Santos.