icons.title signature.placeholder Luiz Carlos Ferreira
24/11/2013
17:34

Uma das supresas da convocação do técnico Bernardinho para a Copa dos Campeões, o oposto Evandro mostrou sua força durante o torneio. No banco, o jogador do Sesi-SP era sempre requisitado nos momentos mais delicados dos sets e conseguia corresponder, sendo um dos nomes da conquista do tetracampeonato, confirmado na madrugada deste domingo, com a vitória por 3 a 2 sobre a Itália.

Evandro fez grande parte de sua carreira fora do Brasil e passou pela Grécia, onde não se adaptou, Itália e Argentina, com atuações de destaque nos dois últimos. Ele mesmo admitiu que o chamado para a Seleção foi uma surpresa. O oposto entrou na vaga de Leandro Vissotto, que defende o RJX.

- Foi uma surpresa para mim, apesar do meu nome estar incluso entre os 20 da lista. Quero aproveitar a oportunidade e me firmar aqui na Seleção. É uma honra estar nesse time que é um dos melhores do mundo - disse em entrevista ao L!Net antes do embarque para o Japão.

Até esta convocação, o jogador do Sesi acumulava passagens rápidas pela Seleção. Ele atuou nas equipes infanto e juvenil e chegou a treinar no CT de Saquarema (RJ) com o grupo principal, em 2006, mas na época, André Nascimento e Anderson eram os titulares indiscutíveis da posição, o que limitou seu espaço.

Experiente, o oposto de 31 anos evita falar em continuidade no grupo e coloca a Olimpíada do Rio, em 2016, como um sonho. Ele acredita que o fato de ter feito a maior parte de sua carreira fora do Brasil não o prejudicou na Seleção. Na Grécia, ele jogou por uma temporada no Aris Salonicco. Depois, passou duas na Itália e Argentina, onde atuou pelo Castellana Grotte (ITA), Bolivar (ARG) e UPCN (ARG), quando teve seu maior destaque individual. Aqui, ele foi campeão da Superliga em 2007/2008, com a Cimed.

- Foi uma coisa boa para mim e para a minha família. Eu me sinto feliz e me senti feliz em todos os anos. Não me arrependi nem de ter ido para a Grécia, que não foi tão bom. Não penso nisso (se a carreira internacional o prejudicou). Se a gente fica remoendo o passado não vive o futuro. Tem que aproveitar e curtir o momento agora - afirmou o jogador.

E Evandro tem motivos para curtir seu momento. Além da convocação logo em seu retorno ao Brasil, ele já conquistou o título do Campeonato Paulista com o Sesi. Ele tem contrato de uma temporada com o time, mas pretende renovar.