icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2014
11:21

A Fifa anunciou nesta quinta-feira que não pretende extinguir ou diminuir a pena de Luis Suárez, suspenso de qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses após ser flagrado mordendo o zagueiro Chiellini na última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, no duelo entre Uruguai e Itália.

Tanto Suárez quanto a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) haviam apelado da decisão, que também o deixará fora de mais oito jogos da Celeste Olímpica (a sentença original previa nove, mas um já foi cumprido diante da Colômbia).

No entanto, ainda há a possibilidade de um último recurso. De acordo com a imprensa europeia, Suárez e a AUF poderão ainda apelar da decisão da Fifa na Corte Arbitral do Esporte (CAS). Outro interessado na diminuição da pena é o Barcelona, que deve confirmar a contratação do atacante do Liverpool nos próximos dias.