icons.title signature.placeholder Thiago Correia
25/07/2014
14:03

A Copa do Mundo de 1994 foi a quinta com participação da Bulgária. Porém foi a primeira vez que a seleção apareceu com algum destaque. E o principal astro da equipe foi Stoichkov, melhor jogador e artilheiro do Mundial, ao lado do russo Salenko. O quarto lugar foi tão surpreendente, que sempre antes dos Mundiais as pessoas apostam nas novas "Bulgárias de 1994".

A Bulgária já começou a surpreender nas Eliminatórias, quando pelo Grupo 6 deixou a poderosa França, sede da Copa seguinte, de fora. Ficou atrás apenas da Suécia, que voltaria a encontrar na disputa do terceiro lugar. Stoichkov já despontava como astro, mas curiosamente todos os seus cinco gols foram de pênalti.

O início da Copa não foi nada bom. Logo na estreia perdeu por 3 a 0 para a Nigéria. Mas a equipe se redimiu no jogo seguinte com uma goleada por 4 a 0 sobre a Grécia, com dois de Stoichkov. E novamente ambos de pênalti. A classificação veio na última rodada, com grande partida do camisa 8 na vitória por 2 a 0 sobre a Argentina, que já não contava com Maradona, flagrado no doping.

Stoichkov marcou seis gols na Copa do Mundo de 1994 (Foto: Arquivo LANCE!)

E o time cresceu. Nas oitavas, empate com o México por 1 a 1, com gol de Stoichkov. O jogo foi para os pênaltis e os europeus venceram por 3 a 1. O craque nem precisou bater. O auge veio mesmo nas quartas, contra a atual campeã Alemanha. Os búlgaros perdiam por 1 a 0, mas na reta final o camisa 8 marcou um gol e comandou a virada por 2 a 1. E equipe estava na semifinal.

Mas desta vez caiu. Stoichkov deixou o dele de pênalti, mas a estrela de Roberto Baggio brilhou mais. O craque italiano fez dois e levou a Azzurra para a decisão com o Brasil. A Bulgária acabaria perdendo a decisão de terceiro lugar contra a Suécia por 4 a 0.

A Bulgária se classificou para a Copa de 1998 e desta vez com expectativa. Mas saiu com apenas um ponto e decepcionou. No total, Stoichkov tem 84 jogos pela seleção e marcou 38 gols. Ainda foi técnico entre 2004 e 2007, mas sem grandes resultados.