icons.title signature.placeholder Gabriel Carneiro e Rodrigo Vessoni
08/11/2013
08:00


Romarinho e Emerson, pelos lados, na linha de três. Renato Augusto, centralizado, mais à frente. Esses serão os responsáveis pelos gols do Corinthians contra o Fluminense, domingo, em Araraquara. O problema é que essa escolha de Tite deixa fora aquele que, durante a temporada, teve mais poder de fogo que os três. Juntos...

É isso mesmo. Alexandre Pato, que mais uma vez será reserva, fez mais gols do que os três homens de frente que iniciarão a partida na Arena Fonte Luminosa. Enquanto o contestado atacante tem 16 bolas nas rede na temporada, Romarinho (6), Emerson (5) e Renato Augusto (3), juntos, somam 14 gols.

A opção de Tite está veiculada à situação do camisa 7 que, desde que desperdiçou o pênalti contra o Grêmio, tornou-se alvo de protestos e xingamentos. Essa pressão, somada à postura indolente de Pato após a tentativa frustrada, abriu espaço para Renato Augusto, que já atuou improvisado contra o Santos.

Em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, o camisa 8 foi questionado sobre ter “roubado” a vaga do atacante.

– Não é isso. Aconteceram coisas durante a temporada. Ele (Tite) acabou precisando de um jogador à frente, e eu já fiz essa função várias vezes, sem problemas – afirmou Renato Augusto. – Estou aqui para ajudar, não coloquei ninguém no banco, faço o que posso para ajudar. Sei que não estou 100% (fisicamente), que a minha posição é no meio, mas aprendi que no futebol tem de atuar em duas ou mais posições. Isso é um diferencial – finalizou o camisa 8 do Timão.

Além da situação de Pato, vale lembrar que Renato Augusto está improvisado na frente também pela ausência de Guerrero. O peruano não retornará aos gramados por conta de uma fissura no quinto metatarso (dedinho) do pé esquerdo.

Neste momento, o camisa 9 faz fisioterapia no CT Joaquim Grava e a previsão de retorno segue a mesma: janeiro de 2014, na reapresentação do elenco do Corinthians.

EM 2013:

Alexandre Pato - 16 gols
Romarinho (6), Emerson (5) e Renato Augusto (3) - 14 gols

BATE-BOLA

Renato Augusto, atacante improvisado do Corinthians

‘Não será surpresa se o Tite saísse do clube’

Ainda dá para sonhar com uma vaga na Libertadores?
Temos que pensar só no próximo jogo. E aí, com vitórias, vamos passo a passo. Vencer o Fluminense nos distancia da zona perigosa e dá tranquilidade para essa reta final.

Nesse momento de indefinição, como está o Tite?
Ele está sendo ele. Os jogadores e quem vive no clube torcem para que ele fique. Não é possível que um treinador que ganhou tudo, em seis meses, tenha desaprendido. Se fosse assim, o Manchester United não teria ganhado nada, porque o Ferguson ficou 26 anos.

Como os jogadores veem a chance de o Tite sair no fim do ano?
O contrato dele está acabando e ele é um treinador com mercado muito aberto não só no Brasil. Minha torcida é para que fique, mas se, infelizmente não acontecer a permanência, não seria surpresa.

O que ele tem conversado com os jogadores nesses últimos dias?
Ele diz que estamos no caminho certo, que apesar do resultado não ter sido positivo contra o Vitória, a a equipe evoluiu. E que, se o time mantiver o que vem fazendo, temos tudo para sair com uma vitória no domingo, contra o Fluminense.