icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
04/02/2015
21:26

Sorte no jogo, azar no amor? Não para Alexandre Pato. Não para quem namora a belíssima atriz Fiorella Mattheis. Sob os olhares atentos da namorada, o apaixonado atacante desbancou Luis Fabiano diante do Capivariano e não decepcionou o técnico Muricy Ramalho nesta quarta-feira. Inspirado, ele marcou três gols na vitória do São Paulo por 4 a 2 e viveu uma noite de lua de mel com a torcida no Pacaembu.

FOTO: Ale Cabral

Mas o dia estrelado de Pato contrastou com boas atuações de alguns atores coadjuvantes. Sem eles, o camisa 11 certamente não brilharia e, assim, não arrancaria suspiros de Fiorella. Bruno, Ganso e Alan Kardec também tiveram desempenho de gala. Eles não distribuíram beijos em direção às arquibancadas, mas deitaram e rolaram com a bola nos pés.

Quase sempre livre de marcação, Bruno fez da lateral direita um verdadeiro corredor da fama. Ele driblou, correu e atacou com perigo. No meio, Ganso desenhou o roteiro da vitória tricolor com bonitos passes. Habilidoso e veloz, Pato entendeu bem a leitura das jogadas criadas no meio de campo para colocar o São Paulo na frente do placar, com dois gols.

Pato não é ator, mas chamou para si a responsabilidade dentro de campo. Enquanto isso, fora das quatro linhas, Fiorella puxava para si os holofotes, com lindas risadas e aplausos.

Namorada de Pato, Fiorella acompanhou o jogo (FOTO: Ale Cabral) 

Embalado pelo rendimento do "popstar" ofensivo, o São Paulo não tirou o pé do acelerador. Pelo contrário. Na volta do intervalo, o time foi para cima. Com assistência de Pato, Alan Kardec ampliou. Fiorella vibrou, mas de forma mais tímida.

Tímido também ficou o Tricolor depois do terceiro gol. A equipe dormiu no ponto e viu Willian Favoni diminuir para o Capivariano. Mas a alegria do adversário durou pouco tempo. E adivinhem quem brecou a felicidade? Ele, Pato. O atacante marcou o terceiro dele no jogo e, mais uma vez, distribuiu beijos de paixão.

Nem mesmo o segundo gol do time visitante marcado por Everton Dias e as vaias para Maicon, que passou a ser perseguido por parte da torcida nos minutos finais do confronto, diminuíram a grandeza da noite de puro amor e gols de Alexandre Pato. Bom para Fiorella Mattheis. Melhor ainda para o São Paulo.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 4 X 2 CAPIVARIANO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 4 de fevereiro de 2015, às 19h30
Árbitro: José Cláudio Rocha Filho
Assistentes: Alberto Poletto Masseira e Eduardo Vequi Marciano
Público/Renda: 7.498 pagantes/ R$ 240.905,00

Cartões amarelos: - 

GOLS: Alexandre Pato, aos 34'/1ºT (1-0), Alexandre Pato, aos 39'/1ºT (2-0), Alan Kardec, aos 9'/2ºT (3-0), W. Favoni, aos 21'/2ºT (3-1),  Alexandre Pato, aos 22'/2ºT (4-1) e Francis, aos 25'/2ºT (4-2).

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Bruno, Rafael Toloi (Edson Silva, aos 37'/2ºT), Lucão e Reinaldo; Denilson, Maicon, Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato (Luis Fabiano, aos 31'/2ºT) e Alan Kardec (Cafu, aos 31'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho.

CAPIVARIANO: Douglas, Régis Souza, Fernando Lombardi, Marllon e Hélio; Everton Dias, Wigor, Antônio Flávio (Wilian Favoni, aos 13'/2ºT) e Aílton; Willen (Rodolfo, aos 12'/2ºT) e Francis (Felipe Nunes, aos 29'/2ºT). Técnico: Ivan Baitello