icons.title signature.placeholder Walace Borges
29/04/2014
09:03

Artilheiro e campeão da Copa São Paulo de Juniores em 2011, com o Flamengo, Thomás subiu aos profissionais com uma responsabilidade grande nas costas. Jogando ao lado de Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, ele tinha de virar realidade da noite para o dia. E isso pesou. Hoje, há oito meses emprestado ao Siena (ITA), ele garante que aprendeu com os perrengues que teve de passar no Velho Continente e que retornará à Gávea, no dia 1 de julho, como homem e não mais um menino.

– Ganhamos a Copa São Paulo e vários Campeonatos Cariocas em categorias diferentes. Aquele time jogava muito bem. As pessoas, ainda mais por se tratar do Flamengo, tinham uma esperança muito grande em nós. É claro que estamos acostumados a lidar com pressão desde cedo, mas aquela foi muito maior do que as que eu já tinha vivido. O tempo aqui na Europa me fez evoluir, me fez crescer como pessoa. Hoje me sinto homem para jogar pelo Flamengo e ajudar quem está lá.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA NO LANCE!DIGITAL