icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
06/02/2015
18:18

Um campeão mundial de F-1 estará no grid da corrida de abertura da temporada da Stock Car, no dia 22 de março, em Goiânia: Jacques Villeneuve. O canadense, que derrotou Michael Schumacher e conquistou o Mundial de 1997, fará sua segunda participação na categoria brasileira, mais uma vez defendendo a equipe Shell Racing, formando dupla com Ricardo Zonta no carro de número 10.

Além de Villeneuve, o time terá outro piloto estrangeiro de currículo vitorioso no automobilismo internacional na prova de convidados em Goiânia: o companheiro de Valdeno Brito será o belga Laurens Vanthoor, campeão de Endurance no FIA GT e com passagens pela F-3 Alemã e GP2.

Enquanto a dupla do carro 77 dividirá pela primeira vez um box, Villeneuve e Zonta já foram companheiros de equipe na F-1 (na BAR). Esta, no entanto, será a primeira vez que os dois vão dividir o mesmo carro. Para o canadense, a Stock Car não é uma novidade: ele fez uma prova em 2011, com uma participação na Corrida do Milhão, justamente na estreia da Shell Racing na categoria.

- É ótimo correr novamente em uma categoria tão profissional como a Stock Car, ainda mais dividindo o carro com um piloto como o Ricardo (Zonta), que foi meu companheiro de equipe na F-1. Correr no Brasil é muito especial, dá para sentir a energia dos fãs e a paixão que todos têm pelo esporte a motor - diz Villeneuve.

Zonta conta que a corrida de Goiânia já será memorável em sua carreira antes mesmo de iniciar os treinos.

- Será minha estreia pela Shell Racing e já farei minha primeira corrida em dupla com o Jacques (Villeneuve), cuja experiência todos conhecem e que traz uma atenção ainda maior para esta corrida de duplas da Stock. É um momento marcante para minha carreira e tenho certeza de que podemos batalhar por um bom resultado - diz Zonta.

Para Vanthoor, o dia será de duas estreias: além de competir pela primeira vez na Stock Car, será a primeira vez que o belga corre no Brasil.

- A Stock é bem conhecida aqui na Europa e esta corrida de convidados é particularmente bastante comentada entre os pilotos daqui. É difícil fazer uma análise de como será a prova, mas minha primeira impressão é que se trata de automobilismo em seu estado mais puro, com um nível técnico muito alto. Além disso, representar uma marca com tanta história no automobilismo como a Shell é sempre gratificante para um piloto - diz o belga de 23 anos.

Valdeno acredita que sua dupla terá rápida adaptação à Stock.

- Assim como o Jeroen (Bleekenmolen) no ano passado, o Laurens tem um currículo muito extenso no automobilismo internacional e tem experiência com carros de turismo bem potentes, como o Audi R8 do FIA GT. A Shell Racing fez uma ótima corrida no ano passado, quando conquistamos o segundo lugar, e tenho a expectativa de brigar por mais um pódio em 2015 - diz Valdeno.

O chefe da equipe Shell Racing, Rodolpho Mattheis, destacou a força das duas duplas do time na corrida de Goiânia.

- Teremos quatro pilotos de altíssimo nível internacional, incluindo um campeão mundial de F-1, e nossa responsabilidade será construir uma estratégia que permita com que todos eles estejam competitivos desde os primeiros treinos. Foi este o caminho que nos rendeu o pódio em 2014 e tenho certeza de que poderemos brigar por outro grande resultado nesta prova especial - diz Rodolpho.

A Shell Racing fará amanhã e domingo os dois dias de testes da pré-temporada da Stock Car. Depois, os carros voltam para a pista em março, já para a disputa da corrida de duplas em Goiânia, no dia 22 de março, marcando a abertura do campeonato de 2015.