icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Marcio Porto
15/07/2014
17:22

Na manhã desta terça-feira, o diretor de relações internacionais do São Paulo, Gabriel Aidar Abouchar, afirmou, em evento na cidade de Porto Feliz, que o clube estava próximo de contratar um volante do Shandong Luneng, equipe chinesa parceira do Tricolor. Os dirigentes são-paulinos, no entanto, agora recuam sobre a chegada de um reforço do país, enquanto o Shandong vetou o primeiro nome oferecido e tenta emplacar outro atleta no Morumbi.

Inicialmente, o volante Liu Binbin havia sido apontado como possível contratação tricolor. Aos 21 anos de idade, o garoto é uma das principais revelações do time treinado pelo brasileiro Cuca na China. O empréstimo ao São Paulo, porém, foi vetado pela diretoria do Shandong Luneng, que apresentou o meia Wu Xinghan como alternativa.

Procurada para comentar o recuo dos chineses, a diretoria tricolor mostrou postura defensiva e passou a negar qualquer interesse em contar com um atleta do time asiático no momento. O discurso é de que o elenco está fechado para o segundo semestre. Já pelos lados do Shandong Luneng, auxiliados pelo grupo de empresários Kirin Soccer, ainda há otimismo pela transação.

Assim como Liu Binbin, Xinghan também é uma das maiores promessas da seleção da China. O meia, que tem sido apontado como o melhor jogador jovem do Campeonato Chinês, tem 21 anos de idade, 1,85 metros de altura e 68 quilos. Além de Cuca no comando técnico, o Shandong conta com os brasileiros Júnior Urso, Vagner Love e Aloísio e o argentino Walter Montillo.