icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
icons.title signature.placeholder Frederico Ribeiro
31/07/2013
07:00

O Atlético-MG recebeu uma proposta de 25 milhões de euros (76 milhões de reais) pelo jogador Bernard. O Galo aceitou a oferta, mas o presidente Alexandre Kalil espera pela aceitação do atleta. O camisa 11 porém, não vê com bons olhos a ida para o leste europeu. Além disso, revelou não ter pressa para sair e, consequentemente, para aceitar a oferta ucraniana.

- O momento que eu sair será na hora certa. Não tenho nenhuma pressa. Vou fazer 21 anos agora. Tem muita água para corre debaixo da ponte. É ter paciência e tranquilidade para fazer a melhor escolha - disse o jogador.

O desejo até do pai de Bernard, segundo a imprensa portuguesa criticada por Kalil, é ver o filho no time de Paulo Fonseca. Por conta da adaptação (mesma língua), Portugal é bem vista e a Ucrânia se torna um país com obstáculos maiores. Nas suas declarações, Bernard deixou claro que todo aspecto de uma mudança de país é contada. E, além de

E, por conta disso, o Shakhtar parece ficar enfraquecido na disputa pelo jogador. Uma vez que Bernard quer ir para a Copa do Mundo e seu desejo é o que dará a palavra final no negócio, não é difícil imaginar o Galo não recebendo os quase 80 milhões de reais. E um detalhe: o pagamento do time de Donetsk seria à vista.

Por enquanto, a proposta do leste europeu é a única oficial. O Alvinegro não descarta ficar com o jogador, caso a vontade de Bernard seja ir para um lugar que não despertou interesse formal em seu futebol. Se o Porto não deu proposta, o mesmo aconteceu com o Arsenal. Já o Tottenham fez uma oferta muito abaixo e ainda queria parcelar.

- O Tottenham fez uma proposta, na época, de 18 milhões para pagar em cinco anos, mas retirou porque contratou outro jogador. O Arsenal falou que mandaria uma proposta e não mandou. Então o que nós temos hoje é isso, uma proposta do Shakhtar de 25 milhões à vista - afirmou Alexandre Kalil, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Na tarde de terça-feira, o empresário do jogador, Adriano Spadoto, esteve no Centro de Treinamentos do Atlético-MG e vem mantendo contato direto com o jogador e a diretoria do clube. Quem trata das negociações no exterior é Giuliano Bertolucci. Bernard ainda está analisando as possibilidades e precisa dar uma resposta final sobre o interesse do Shakhtar. Até lá, ele entrará em campo pelo Brasileiro, na noite desta quarta e ainda poderá participar da festa da Libertadores na quinta.

O Atlético-MG recebeu uma proposta de 25 milhões de euros (76 milhões de reais) pelo jogador Bernard. O Galo aceitou a oferta, mas o presidente Alexandre Kalil espera pela aceitação do atleta. O camisa 11 porém, não vê com bons olhos a ida para o leste europeu. Além disso, revelou não ter pressa para sair e, consequentemente, para aceitar a oferta ucraniana.

- O momento que eu sair será na hora certa. Não tenho nenhuma pressa. Vou fazer 21 anos agora. Tem muita água para corre debaixo da ponte. É ter paciência e tranquilidade para fazer a melhor escolha - disse o jogador.

O desejo até do pai de Bernard, segundo a imprensa portuguesa criticada por Kalil, é ver o filho no time de Paulo Fonseca. Por conta da adaptação (mesma língua), Portugal é bem vista e a Ucrânia se torna um país com obstáculos maiores. Nas suas declarações, Bernard deixou claro que todo aspecto de uma mudança de país é contada. E, além de

E, por conta disso, o Shakhtar parece ficar enfraquecido na disputa pelo jogador. Uma vez que Bernard quer ir para a Copa do Mundo e seu desejo é o que dará a palavra final no negócio, não é difícil imaginar o Galo não recebendo os quase 80 milhões de reais. E um detalhe: o pagamento do time de Donetsk seria à vista.

Por enquanto, a proposta do leste europeu é a única oficial. O Alvinegro não descarta ficar com o jogador, caso a vontade de Bernard seja ir para um lugar que não despertou interesse formal em seu futebol. Se o Porto não deu proposta, o mesmo aconteceu com o Arsenal. Já o Tottenham fez uma oferta muito abaixo e ainda queria parcelar.

- O Tottenham fez uma proposta, na época, de 18 milhões para pagar em cinco anos, mas retirou porque contratou outro jogador. O Arsenal falou que mandaria uma proposta e não mandou. Então o que nós temos hoje é isso, uma proposta do Shakhtar de 25 milhões à vista - afirmou Alexandre Kalil, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Na tarde de terça-feira, o empresário do jogador, Adriano Spadoto, esteve no Centro de Treinamentos do Atlético-MG e vem mantendo contato direto com o jogador e a diretoria do clube. Quem trata das negociações no exterior é Giuliano Bertolucci. Bernard ainda está analisando as possibilidades e precisa dar uma resposta final sobre o interesse do Shakhtar. Até lá, ele entrará em campo pelo Brasileiro, na noite desta quarta e ainda poderá participar da festa da Libertadores na quinta.