icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
10:33

Clássico mais antigo do futebol brasileiro, Botafogo x Fluminense também tem história quando o assunto são as partidas realizadas fora do estado. E em razão da escassez de um palco à altura dos clubes e torcidas na cidade atualmente, mais uma delas será escrita no domingo, às 18h30, quando as equipes se enfrentarão na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, a 19 km de Recife.

Esta será a primeira vez que o Clássico Vovô será disputado no Nordeste. No entanto, Botafogo e Fluminense já se enfrentaram até no exterior, em duas oportunidades. A primeira delas, em 1953, foi em Montevidéu (URU) e deu Botafogo: 2 a 1. Na segunda – a realizada mais distante do RJ –, em 1989, em Berna (SUI), o Glorioso levou a melhor novamente: 2 a 0. Entretanto, o duelo foi disputado quatro vezes em outros estados do Brasil. Todos com vitória do Tricolor.

Sem poder utilizar o Maracanã e o Engenhão, os grandes clubes do Rio têm se visto de mãos atadas na hora de definir o local das partidas. A saída foi procurar abrigo fora do Rio de Janeiro. Tanto Botafogo como Fluminense possuem boa parte da torcida fora do estado. Especialmente no Nordeste. Por isso, a expectativa é de casa e cofre cheios.

Com capacidade para 46 mil pessoas e ingressos à venda nos valores R$ 60 e R$ 30, a Arena Pernambuco tem agora a chance de participar da rica história deste clássico.

Clubes amargam baixos públicos

Desfalcados de um lar no Rio de Janeiro, Botafogo e Fluminense têm sofrido com o baixo público e estão entre as piores médias do quesito neste Brasileirão, disputado por 20 clubes. Com uma média de público de 1.936, o Alvinegro ocupa a antepenúltima colocação. Com 1.867, o Flu é penúltimo, só à frente da Portuguesa, com 1.709. O Corinthians é o líder, com 28.176.

Clássico mais antigo do futebol brasileiro, Botafogo x Fluminense também tem história quando o assunto são as partidas realizadas fora do estado. E em razão da escassez de um palco à altura dos clubes e torcidas na cidade atualmente, mais uma delas será escrita no domingo, às 18h30, quando as equipes se enfrentarão na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, a 19 km de Recife.

Esta será a primeira vez que o Clássico Vovô será disputado no Nordeste. No entanto, Botafogo e Fluminense já se enfrentaram até no exterior, em duas oportunidades. A primeira delas, em 1953, foi em Montevidéu (URU) e deu Botafogo: 2 a 1. Na segunda – a realizada mais distante do RJ –, em 1989, em Berna (SUI), o Glorioso levou a melhor novamente: 2 a 0. Entretanto, o duelo foi disputado quatro vezes em outros estados do Brasil. Todos com vitória do Tricolor.

Sem poder utilizar o Maracanã e o Engenhão, os grandes clubes do Rio têm se visto de mãos atadas na hora de definir o local das partidas. A saída foi procurar abrigo fora do Rio de Janeiro. Tanto Botafogo como Fluminense possuem boa parte da torcida fora do estado. Especialmente no Nordeste. Por isso, a expectativa é de casa e cofre cheios.

Com capacidade para 46 mil pessoas e ingressos à venda nos valores R$ 60 e R$ 30, a Arena Pernambuco tem agora a chance de participar da rica história deste clássico.

Clubes amargam baixos públicos

Desfalcados de um lar no Rio de Janeiro, Botafogo e Fluminense têm sofrido com o baixo público e estão entre as piores médias do quesito neste Brasileirão, disputado por 20 clubes. Com uma média de público de 1.936, o Alvinegro ocupa a antepenúltima colocação. Com 1.867, o Flu é penúltimo, só à frente da Portuguesa, com 1.709. O Corinthians é o líder, com 28.176.