icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira
16/07/2014
09:02

Com as bases salariais acertadas com o Botafogo desde o dia 1° de julho, o atacante Rogério demorou a vir para o Rio de Janeiro por causa dos dirigentes do Náutico. Sem condições de pagar os mesmos R$ 100 mil que o jogador recebia no Al Dhafra, dos Emirados Árabes, eles desejavam que o atacante abrisse mão de uma quantia que tinha a receber do Timbu para conceder a liberação.

A vontade de atuar no Botafogo fez com que Rogério aceitasse o acordo, e então o clube pernambucano liberasse o jogador. Caso ele não aceitasse a proposta, ficaria encostado no Náutico até encontrar um novo clube para dar prosseguimento à carreira de jogador de futebol.

Em razão da demora do Náutico, Rogério não teve tempo de treinar com os futuros companheiros de clube durante a parada do Brasileiro para a Copa. Agora, ele terá de buscar espaço no elenco.

Rogério chegou ao Rio na manhã de terça-feira e depende apenas de ser aprovado nos exames médicos para ser apresentado oficialmente como reforço do Glorioso.