icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/06/2014
12:15

A segunda rodada da Copa do Mundo chegou ao fim e a equipe do LANCE!Net apurou e preparou um time com os jogadores que mais se destacaram em suas seleções. A formação escolhida para o time das estrelas da segunda rodada foi o 4-3-3, afim de não deixar nomes cruciais de fora da Seleção Lance!


CONFIRA OS ESCOLHIDOS:

Goleiro: Guillermo Ochoa (México)

Indiscutível. Guillermo Ochoa fez a partida da sua vida contra o Brasil, no jogo que terminou 0 a 0. O goleiro foi responsável por, no mínimo, três grandes defesas, uma inclusive sendo comparada ao feito de Gordon Banks, quando defendeu uma cabeçada de Pelé na Copa de 1970, assim como o arqueiro mexicano fez na finalização de Neymar.

Ochoa no grande momento durante o jogo contra o Brasil: segurou Neymar (Foto: Yuri Cortez/AFP)

Lateral direito: Cuadrado (Colômbia)

Rápido, habilidoso e incansável. Três palavras para definir a grande partida que Cuadrado fez diante da Costa do Marfim, na qual a Colômbia venceu por 2 a 1. Infernizando a defesa marfinense pela direita, o jogador da Fiorentina fez as melhores jogadas da seleção colombiana, mas a participação mais importante do camisa 11 foi na cobrança de escanteio pela esquerda, em que colocou a bola na cabeça de James Rodriguez e contribuiu para a vitória dos Cafeteros.

Zagueiro: David Luiz (Brasil)

Em mais uma bela apresentação pela Seleção Brasileira, David Luiz mostrou a segurança de sempre e ajudou o Brasil a não sofrer gols diante do México. Apesar do seu companheiro de zaga, Thiago Silva, ter feito também uma bela partida, o camisa 4 da Seleção não tomou cartão e sempre esteve presente quando a equipe brasileira necessitava.

Zagueiro: Vicent Kompany (Bélgica)

Partidaça. Kompany foi soberano na vitória da Bélgica sobre a Rússia. O zagueiro do Manchester City ganhou simplesmente todas as divididas e disputas aéreas, além de sair com qualidade quando tinha a bola nos pés. Não bastasse a vitória, o jogador foi determinante para a classificação, já que a equipe do técnico Marc Wilmots assegurou com seis pontos, a passagem para a próxima fase.

Lateral esquerdo: Eugênio Mena (Chile)

Bela partida contra a Espanha. Subiu ao ataque nas horas certas, muito bem ofensivamente quando acionado e seguro na defesa, sem deixar buracos na lateral esquerda. O canhotinho fez um jogo taticamente perfeito e foi importantíssimo para a puxada de contra ataques na vitória do Chile no Maracanã. O jogador do Santos foi o destaque da lateral nesta rodada e por isso figura a seleção do LANCE!Net

Volante: Aranguiz (Chile)

Aranguiz talvez tenha feito sua melhor partida com a camisa da seleção chilena. Em um jogo histórico para o Chile, o jogador do Internacional fez um jogo impecável na parte tatica, marcando com muita eficiência no meio de campo e aparecendo como elemento surpresa no ataque. Pela bela atuação, o jogador foi premiado com o segundo gol chileno, dando números finais a vitória épica de Chile por 2 a 0 sobre a Espanha, no Maracanã.

Meio-campo: Bryan Ruiz (Costa-Rica)

Simplesmente o herói. Bryan Ruiz confirmou a vaga na próxima fase para a maior zebra desta Copa do Mundo, quando com seu gol sobre a Itália, dando a vitória à Costa Rica. O gol do camisa dez garantiu a classificação da equipe costarriquenha, que pela segunda na história vai figurar nas oitavas de final de uma Copa do Mundo. O autor desse feito não poderia ficar de fora da seleção da rodada. Inesquecível.

Bryan Ruiz comemora o gol da classificação contra a Itália (Foto: Ronaldo Schemidt/AFP)



Meio-Campo: Clint Dempsey (Estados Unidos)

O principal destaque dos EUA não decepcionou. Após abrir o placar na esteia da sua seleção nesta Copa do Mundo e contribuir para a vitória sobre Gana por 2 a 1, Dempsey foi mais uma vez decisivo e fez o que se espera do craque da equipe, quando virou a partida contra Portugal, fazendo um gol de barriga e que dava a vitória até os 49 minutos da segunda etapa. Infelizmente para os EUA, o empate de Portugal veio, mas o resultado não muda a brilhante partida que o camisa oito realizou pelo país norte-americano.

Atacante: Lionel Messi (Argentina)

Não há outra palavra para descrever a atuação do camisa dez da seleção argentina: decisivo. Em mais uma atuação abaixo do que se espera da Argentina, a equipe chegou a ser ameaçada pelo Irã e Romero contribuiu com suas defesas para que o pior não acontecesse. O jogo caminhava para um 0 a 0 apático e frustrante, mas Lionel Messi resolveu aparecer e em um lindo chute colocado, aos 46 minutos do segundo tempo, deu a Albiceleste não só a vitória, mas também a classificação para as oitavas de final. Craque é isso.

Atacante: Karim Benzema (França) 

O nome da Copa. Após marcar dois gols na vitória por 3 a 0 da França sobre Honduras, Karim Benzema fez mais uma partida brilhante. A França venceu a Suíça por 5 a 2 e o camisa dez foi o destaque da partida novamente. O jogador do Real Madrid  sofreu um pênalti na partida e apesar de ter perdido, ele ainda anotou um gol, deu duas assistências e fez uma partida memorável, armando a equipe e chegando com muita qualidade no ataque. O craque francês ainda teve um gol anulado no último minuto. Após acertar um belo chute, o árbitro já tinha dado o apito final e o gol acabou não sendo validado.

Benzema corre para o abraço depois de anotar seu terceiro gol nesta Copa do Mundo (Foto: Franck Fife/AFP


Atacante: Luis Suárez (Uruguai)*

Tem estrela. Luis Suárez estava praticamente fora da Copa. A lesão no joelho esquerdo levaria em média 60 dias para a recuperação, mas a força de vontade do atacante uruguaio o fez protagonizar uma das partidas mais memoráveis desta Copa até aqui. O jogador do Liverpool voltou em menos de 30 dias após a lesão e mesmo não estando 100%, encarou nada mais nada menos que a Inglaterra, fez dois gols e manteve a Celeste viva neste Mundial. Foi ''O cara'' e a estrela de Luisito brilhou mais uma vez para a alegria dos torcedores uruguaios.

*Suárez foi eleito o craque da rodada.