icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/11/2013
21:16

A Seleção Brasileira feminina tentará ser pioneira na Copa dos Campeões, que começa na próxima terça. Com um título na competição, a equipe, que chegou ao país na última quarta, pode se tornar a única bicampeã, em cinco edições já disputadas.

Na última, em 2009, a Seleção chegou perto, mas foi derrotada na decisão pela Itália. À favor do Brasil está o retrospecto neste ano, em que venceu todos os quatro torneios que disputou, com destaque para o Grand Prix.

O único título da Seleção no campeonato foi em 2005, quando bateu os Estados Unidos. O time ainda foi terceiro em 1997. Quem também pode alcançar a façanha é a Rússia, vencedora no ano em que o time nacional saiu com o bronze na competição que é tradicionalmente disputada após a Olimpíada.

A Copa dos Campeões marcará também o retorno das centrais Carol Gattaz e Walewska à Seleção. Comandadas por José Roberto Guimarães no Vôlei Amil, elas foram chamadas pelo técnico após as dispensas de Juciely e Thaisa, lesionadas.

O campeonato é disputado em pontos corridos em uma única chave. Participam do torneio os vencedores de cada confederação continental, além da República Dominicana, que entrou após convite da Federação Internacional de Vôlei (FIVB) e do Japão, país-sede. A única sem representantes é a África, pois ficou na última posição do ranking entre as concorrentes após Londres-2012.

O primeiro adversário do Brasil será justamente os EUA. Depois, a equipe encara a Tailândia, República Dominicana, Rússia e Japão.