icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira, Vinícius Perazzini e Walace Borges
icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira, Vinícius Perazzini e Walace Borges
01/07/2013
07:05

No segundo dia de reportagens especiais sobre o primeiro ano de Seedorf pelo Botafogo, a mentalidade vencedora do craque é destaque. Nos bastidores, desde que chegou, o camisa 10 incentivou o profissionalismo para tratar do assunto e colocou a psicologia como um dos principais pilares do trabalho com o time.

- Seedorf gosta muito de psicologia. Ele fazia trabalho psicológico na Europa e seguiu no Botafogo, incentivando as atividades, comprovando que atletas de excelência que apostam no treino psicológico aumentam o rendimento. Seedorf sempre destacou ao grupo a credibilidade da psicologia e esse valor se espalhou pelo elenco - disse a ex-psicóloga do Glorioso, Maíra Ruas.

E MAIS:
> Seedorf completa um ano de Botafogo e garotada cresce com craque
> Glorioso também faz homenagem pelo primeiro ano de Seedorf no clube
> 'Nós conseguimos!': A celebração de Seedorf pelo título do Carioca
> Um ano de Seedorf no Botafogo: Os bastidores da contratação

Não faltam histórias mostrando a influência de Seedorf a favor da psicologia. Em uma delas, a força mental do elenco salvou Oswaldo de Oliveira de uma possível demissão.

- Teve uma partida contra o Coritiba, com um cenário de extrema pressão, e o Seedorf pediu a comissão técnica para que eu fizesse um acompanhamento especial naquele jogo. O grupo estava fechado pela permanência do Oswaldo e ganhamos por 2 a 0 - lembrou Maíra, que repetiu a dose na rodada seguinte, quando o Botafogo foi até Minas Gerais e venceu o Cruzeiro por 3 a 1:

- Seedorf pediu para que eu viajasse com o grupo. Lá fizemos a técnica da visualização mental, que consiste em imaginar o que se deseja fazer em campo, para depois pôr em prática. O foco resultou em vitória.

MENTE BOA INSPIRA HUMILDADE

Seedorf conseguiu conquistar o elenco alvinegro dando bom exemplo dentro e fora dos campos. O craque tornou-se um espelho natural para os companheiros, principalmente para os mais jovens, que foram orientados pelo meia a manter a humildade.

Seedorf trabalhou a cabeça de Gabriel no sentido de seguir sempre com os pés no chão e o volante de 20 anos é grato pelo carinho.

- Nos conselhos dados pelo Seedorf para mim, ele falou mais a respeito da minha pessoa, falou para eu continuar sendo quem sou, para não mudar. Sei o que representa o Seedorf, é um cara vitorioso na carreira, bom caráter e humilde. Vou procurar desfrutar da amizade e dos conselhos dele para sempre - disse Gabriel.

BATE-BOLA

Maíra Ruas
Ex-psicóloga do Botafogo, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net

1. Como é a atuação do Seedorf nos bastidores com o elenco alvinegro?

- Ele trabalha em várias frentes e a psicologia é uma delas. No ano passado, quando o grupo estava sob desconfiança, ele lutou de todas as formas possíveis para que o Botafogo mantivesse o técnico Oswaldo de Oliveira e a cúpula de futebol.

2. O que Seedorf falou sobre o seu trabalho à frente do Botafogo?

- Ele me acrescentou que tenho um trabalho muito parecido com os feitos na Europa, só que eles usam uma tecnologia que não temos e que me abriu novos horizontes. Ele me deu oportunidades de conhecer pessoas de fora do Brasil. Quando saí do Botafogo, Seedorf me indicou para a dupla Ágatha e Bárbara Seixas, do vôlei de praia. Ele reconheceu em mim um grande trabalho, o que é uma honra.

PRÓXIMO CAPÍTULO

Confira como o camisa 10 alvinegro cuida do corpo e se mantém em altíssimo nível mesmo aos 37 anos. Disciplina e muito conhecimento estão entre os segredos do craque holandês.

No segundo dia de reportagens especiais sobre o primeiro ano de Seedorf pelo Botafogo, a mentalidade vencedora do craque é destaque. Nos bastidores, desde que chegou, o camisa 10 incentivou o profissionalismo para tratar do assunto e colocou a psicologia como um dos principais pilares do trabalho com o time.

- Seedorf gosta muito de psicologia. Ele fazia trabalho psicológico na Europa e seguiu no Botafogo, incentivando as atividades, comprovando que atletas de excelência que apostam no treino psicológico aumentam o rendimento. Seedorf sempre destacou ao grupo a credibilidade da psicologia e esse valor se espalhou pelo elenco - disse a ex-psicóloga do Glorioso, Maíra Ruas.

E MAIS:
> Seedorf completa um ano de Botafogo e garotada cresce com craque
> Glorioso também faz homenagem pelo primeiro ano de Seedorf no clube
> 'Nós conseguimos!': A celebração de Seedorf pelo título do Carioca
> Um ano de Seedorf no Botafogo: Os bastidores da contratação

Não faltam histórias mostrando a influência de Seedorf a favor da psicologia. Em uma delas, a força mental do elenco salvou Oswaldo de Oliveira de uma possível demissão.

- Teve uma partida contra o Coritiba, com um cenário de extrema pressão, e o Seedorf pediu a comissão técnica para que eu fizesse um acompanhamento especial naquele jogo. O grupo estava fechado pela permanência do Oswaldo e ganhamos por 2 a 0 - lembrou Maíra, que repetiu a dose na rodada seguinte, quando o Botafogo foi até Minas Gerais e venceu o Cruzeiro por 3 a 1:

- Seedorf pediu para que eu viajasse com o grupo. Lá fizemos a técnica da visualização mental, que consiste em imaginar o que se deseja fazer em campo, para depois pôr em prática. O foco resultou em vitória.

MENTE BOA INSPIRA HUMILDADE

Seedorf conseguiu conquistar o elenco alvinegro dando bom exemplo dentro e fora dos campos. O craque tornou-se um espelho natural para os companheiros, principalmente para os mais jovens, que foram orientados pelo meia a manter a humildade.

Seedorf trabalhou a cabeça de Gabriel no sentido de seguir sempre com os pés no chão e o volante de 20 anos é grato pelo carinho.

- Nos conselhos dados pelo Seedorf para mim, ele falou mais a respeito da minha pessoa, falou para eu continuar sendo quem sou, para não mudar. Sei o que representa o Seedorf, é um cara vitorioso na carreira, bom caráter e humilde. Vou procurar desfrutar da amizade e dos conselhos dele para sempre - disse Gabriel.

BATE-BOLA

Maíra Ruas
Ex-psicóloga do Botafogo, em entrevista exclusiva ao LANCE!Net

1. Como é a atuação do Seedorf nos bastidores com o elenco alvinegro?

- Ele trabalha em várias frentes e a psicologia é uma delas. No ano passado, quando o grupo estava sob desconfiança, ele lutou de todas as formas possíveis para que o Botafogo mantivesse o técnico Oswaldo de Oliveira e a cúpula de futebol.

2. O que Seedorf falou sobre o seu trabalho à frente do Botafogo?

- Ele me acrescentou que tenho um trabalho muito parecido com os feitos na Europa, só que eles usam uma tecnologia que não temos e que me abriu novos horizontes. Ele me deu oportunidades de conhecer pessoas de fora do Brasil. Quando saí do Botafogo, Seedorf me indicou para a dupla Ágatha e Bárbara Seixas, do vôlei de praia. Ele reconheceu em mim um grande trabalho, o que é uma honra.

PRÓXIMO CAPÍTULO

Confira como o camisa 10 alvinegro cuida do corpo e se mantém em altíssimo nível mesmo aos 37 anos. Disciplina e muito conhecimento estão entre os segredos do craque holandês.