icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/12/2013
19:33

O São Paulo passou parte do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. Com a chegada do técnico Muricy Ramalho, o Tricolor se recuperou e, na última rodada do torneio nacional, ainda sonha com a conquista do Troféu João Saldanha, prêmio dado pelo LANCE! ao clube campeão do segundo turno. Porém, o clube do Morumbi tem uma árdua tarefa e terá de vencer o seu jogo e secar bastante os rivais.

Atualmente, o Tricolor é o quarto melhor time da segunda parte do torneio, com 32 pontos e cinco tentos de saldo. O São Paulo encara o desesperado Coritiba, no estádio dr. Novelli Júnior, em Itu, às 17h. À frente do Tricolor no segundo turno, estão Cruzeiro, Vitória e Goiás. O clube mineiro, vencedor do Nacional, tem 35 pontos e 16 gols de saldo. Se vencer ou empatar, a Raposa frustra os planos são-paulinos. A equipe encara o Flamengo, neste sábado, às 19h, no Maracanã.

Em segundo lugar, aparece o Vitória. Os comandados de Ney Franco, ex-técnico tricolor, têm os mesmos 35 pontos da Raposa, mas dez gols de saldo. Caso vençam ou empatem, também acabam com as expectativas tricolores. O Rubro-negro encara o atual campeão da Libertadores, o Atlético-MG, às 17h, no domingo, no Independência.

Por fim, o Goiás figura com 33 pontos e nenhum gol de saldo. Caso vença, também acaba com as possibilidades de conquista do tricampeão mundial. O empate ainda mantém as esperanças tricolores. O Esmeraldino recebe o Santos, no estádio Serra Dourada, no domingo, às 17h.

Além dessas situações, o São Paulo terá de tirar uma grande diferença no saldo de gols (11 do Cruzeiro e 5 do Vitória).

Enquanto o Cruzeiro, campeão, segue com poucas pretensões no torneio nacional, Vitória e Goiás brigam por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. Já o adversário tricolor, o Coritiba, briga contra o rebaixamento.

O São Paulo é o maior vencedor do Troféu João Saldanha. O Tricolor triunfou nos Brasileiros de 2006, 2007, 2008 e 2012. Três dessas conquistas foram com Muricy Ramalho no comando. Além dele, Santos (2004), Internacional (2005), Flamengo (2009), Grêmio (2010) e Fluminense (2011) obtiveram tal troféu.