icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
10:21

Eleito na última quarta-feira, o novo presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, confirmou nesta sexta o nome de Ataíde Gil Guerreiro na vice-presidência de futebol do clube. Assim, João Paulo de Jesus Lopes deixa o seu cargo para tornar-se vice-presidente de administração do clube do Morumbi.

- Fico muito feliz que eu esteja completando, em apenas 48 horas, uma das tarefas que eu considerava uma das mais difíceis, que era preencher esses dois cargos. Não quis antecipar convites. Nós já temos o vice-presidente geral, que é o Roberto Natel, o administrativo e o de futebol. Aos dois, assim como a mim mesmo, eu desejo muita sorte nesses proximos três anos - declarou Aidar em pronunciamento à beira do gramado do Morumbi.

As definições foram sacramentadas em um encontrocom a presença dos envolvidos na noite da última quinta-feira. Ficou definido também que esta será a única alteração no comando do futebol são-paulino por enquanto. Aidar manterá o restante da direção, que conta também com o gerente Gustavo Vieira de Oliveira, cujo cargo é remunerado.

Dentro do Tricolor, Ataíde é um velho conhecido. Ele foi representante do clube na Federação Paulista de Futebol (FPF) até 2008. Na ocasião,  resignou-se do cargo por conta do imbróglio que ficou conhecido como "caso Madonna", às vésperas da última rodada do Campeonato Brasileiro.

O episódio em questão aconteceu quando Marco Polo Del Nero, à época presidente da FPF e agora eleito para comandar a Confederação Brasileira de Futebol a partir de 2015, ofereceu ao árbitro Wagner Tardelli ingressos do show da cantora americana, antes da partida decisiva contra o Goiás.

O novo vice de futebol esteve na manhã desta sexta-feira no gramado do Morumbi, enquanto os jogadores realizavam treinamento, para conhecer o elenco são-paulino.