icons.title signature.placeholder Bruno Grossi e Marcio Porto
14/11/2014
10:11

O São Paulo apresentará na tarde desta sexta-feira, no Morumbi, Júnior Chávare como seu novo gerente-executivo da base. Ele desempenhará no CFA Laudo Natel, em Cotia, papel semelhante ao de Gustavo Oliveira, gerente do futebol profissional, no CT da Barra Funda. E a participação do sobrinho do ídolo Raí será essencial na integração entre os setores.

Aproximar Cotia da Barra Funda é um dos principais objetivos do presidente Carlos Miguel Aidar e levou à escolha de Chávare e à cisão com o antecessor Juvenal Juvêncio. Sempre houve falhas graves de comunicação e trabalho em conjunto entre os dois centros.  Agora, Gustavo está otimista com o futuro.

– Estou bem esperançoso de que vamos fazer um trabalho de êxito. A coordenação entre gerência da base e profissional é fundamental no processo. Essa conexão é altamente importante para atender à orientação de utilizar mais atletas da base. E, se conseguirmos subir mais, é prova de que o trabalho estará sendo bom, porque só subirá quem tem condições – avaliou Gustavo.

Chávare tem 47 anos e estava comandando a base do Grêmio, com trabalho elogioso em dois anos. Recentemente, Aidar avisou que Cotia terá como meta apresentar quatro garotos por ano para integrar o time profissional. No período em que esteve no Grêmio, Chávare levou Bressan, Ramiro, Wendell, Luan e Breno para a equipe principal do Tricolor Gaúcho.