icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/07/2013
10:45

Depois da parada para a Copa do Mundo, o São Paulo jogou cinco partidas e teve cinco derrotas. Antes, mais três jogos sem vencer e o time já não sabe o que é sair de campo vitorioso há oito duelos. A esperança fica para a próxima partida, que vale o título da Recopa Sul-Americana.

Quarta-feira, no Pacaembu, o Tricolor enfrenta o Corinthians. Depois de perder por 2 a 1, no Morumbi, precisa de uma vitória por dois gols de diferença para ficar com a taça. Triunfo por 1 a 0 leva a decisão para a prorrogação e depois pênaltis.

Por se tratar de uma final e ser contra o maior rival, os atletas esperam ter sucesso para contornar a crise que se instaurou no Morumbi.

- Acho que não adianta falar, temos que trabalhar. Qualquer time passa por essa fase, espero que Deus nos abençoe quarta-feira contra nosso rival. Precisamos desse título para levantar o moral - declarou o zagueiro Edson Silva.

- Vamos trabalhar. Temos de trabalhar para conseguir aquela confiança de volta. Só a gente pode tirar o São Paulo dessa situação - disse o atacante Osvaldo.

Depois da parada para a Copa do Mundo, o São Paulo jogou cinco partidas e teve cinco derrotas. Antes, mais três jogos sem vencer e o time já não sabe o que é sair de campo vitorioso há oito duelos. A esperança fica para a próxima partida, que vale o título da Recopa Sul-Americana.

Quarta-feira, no Pacaembu, o Tricolor enfrenta o Corinthians. Depois de perder por 2 a 1, no Morumbi, precisa de uma vitória por dois gols de diferença para ficar com a taça. Triunfo por 1 a 0 leva a decisão para a prorrogação e depois pênaltis.

Por se tratar de uma final e ser contra o maior rival, os atletas esperam ter sucesso para contornar a crise que se instaurou no Morumbi.

- Acho que não adianta falar, temos que trabalhar. Qualquer time passa por essa fase, espero que Deus nos abençoe quarta-feira contra nosso rival. Precisamos desse título para levantar o moral - declarou o zagueiro Edson Silva.

- Vamos trabalhar. Temos de trabalhar para conseguir aquela confiança de volta. Só a gente pode tirar o São Paulo dessa situação - disse o atacante Osvaldo.