icons.title signature.placeholder Russel Dias
19/06/2014
12:53

O segundo dia de treino do Santos em São José dos Campos foi aberto para os torcedores. De acordo com a programação a presença dos torcedores não estava prevista, mas o grande número de pessoas do lado de fora do estádio municipal Martins Pereira fez com que a assessoria de imprensa do clube pedisse ao gerente de futebol, Zinho, que os portões fossem abertos.

A partir daí foi só festa. Enquanto os jogadores corriam em volta do gramado a torcida fez de tudo: pediu camisa, pediu contratações e elogiou os atletas. Um dos que mais arrancou gritos da arquibancada foi o goleiro Aranha, que toda vez que passou em frente a maior concentração de gente tinha seu nome aclamado.

O volante Alison foi lembrado com um barulho que ecoou: "ô cachorro louco!". Seus companheiros que corriam próximo do meio-campista caíram na risada. Outros nomes citados em excesso forma: Gabriel, Arouca, Renato e Oswaldo de Oliveira.

O momento de maior agitação foi no final do treino, que todo o elenco passou em frente à torcida e tiveram que parar para dar uma longa seção de autógrafos e pararam para tirar centenas de fotos.


Mesmo com frio e garoa torcida esperou o treino acabar (Foto: Russel Dias)


Fãs pararam todos os jogadores para pedir autógrafo na camisa (Foto: Russel Dias)


Pouco conhecidos pelos torcedores, Souza e Vicor Ferraz também assinaram camisas (Foto: Russel Dias)


Nem o técnico Oswaldo de Oliveira foi poupado dos autógrafos (Foto: Russel Dias)


Empolgado, torcedor caiu da arquibancada ao tentar jogar uma camisa (Foto: Russel Dias)


Renato atendeu uma criança cadeirante, que estava na parte de cima do estádio (Foto: Russel Dias)