icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
27/12/2013
15:57

O Santos se mantém otimista pela contratação do atacante Eduardo Vargas, mas o anúncio dificilmente será feito antes do Réveillon, já que o departamento jurídico do Napoli (ITA) está em recesso por conta das festas de fim de ano.

No aguardo de acertos burocráticos com o clube, os dirigentes do Peixe têm certeza de que estão na frente do rival São Paulo na negociação pelo chileno. Junto dele, o clube deverá receber o zagueiro Bruno Uvini: o primeiro por um ano e meio e o segundo por um ano.

- Ele está por detalhes. O agente dele (Vargas) só precisa formatar os contratos - disse uma pessoa da alta cúpula santista, que pede anonimato.

O Tricolor também está confiante. Mas o que coloca o Peixe em vantagem é uma proposta financeira melhor para o atleta (cerca de R$ 270 mil de salário), o entrosamento com o seu compatriota Mena, titular da lateral esquerda, além da boa relação dos clubes na negociação do goleiro Rafael. O clube ainda tem de receber duas parcelas da transferência, que teve um valor total de 5,2 milhões de euros. O clube paulista tinha 70% dos direitos econômicos dele, enquanto o restante era da Teisa (Terceira Estrela Investimentos, que é parceira do clube).

Além do atleta chileno de 24 anos, o Alvinegro receberá o defensor de 22 anos, que é reserva na Itália. A ideia é que no Peixe ele tenha mais espaço para jogar e, consequentemente, possa aparecer para o mercado internacional. De férias em Capivari, no interior de São Paulo, o ex-são-paulino aguarda um comunicado de seu empresário.