icons.title signature.placeholder Lucas Faraldo Knopf
08/04/2014
17:36

O volante Elias, que retorna ao Timão após quatro anos, deverá ganhar cerca de R$ 500 mil mensais nesta sua segunda passagem pelo clube. Tal quantia é superior às folhas salariais de inúmeros times espalhados Brasil afora. Nacional (AM) e Sampaio Corrêa (MA), possíveis adversários de Corinthians e Palmeiras na próxima fase da Copa do Brasil, respectivamente, são exemplos disso.

O elenco profissional da equipe de Manaus, hoje em dia, custa aproximadamente R$ 350 mil mensais, equivalente a 70% da remuneração que Elias receberá do Corinthians. O Nacional entra em campo nesta quarta-feira, às 21h30, em casa, contra o São Luiz (RS), buscando vaga para enfrentar o Timão no torneio de mata-mata.

No Sampaio Corrêa, time que pode cruzar o caminho do Palmeiras na próxima fase da Copa do Brasil, a situação é semelhante. A folha salarial do departamento de futebol do clube é de R$ 450 mil, 90% do montante a ser recebido mensalmente por Elias. Os maranhenses disputam a classificação nesta quarta-feira, às 20h30, em casa, contra o Interporto (TO).

Demais clubes que ainda estão vivos na atual edição da Copa do Brasil também passam por situações financeiras delicadas. O Mixto (MT), adversário do Santos na primeira fase do torneio, sobrevive com apenas R$ 165 mil mensais. No Horizonte (CE), algoz do Fluminense neste início de competição, as contas são ainda piores: R$ 100 mil por mês sustentam todo o elenco do time cearense.

É válido lembrar que Elias não poderá jogar de imediato no time de Mano Menezes, tendo de esperar até o término da Copa do Mundo, quando a janela de transferências estará aberta. Nestes primeiros meses no Parque São Jorge, o jogador receberá um "simbólico" salário de R$ 100 mil (20% do que ganhará quando de fato estiver à disposição do treinador). Tal valor, no entanto, continua sendo alto se comparado a rendas de clubes nacionais de menor expressão.


Elias chega prometendo empenho para voltar aos braços da Fiel